Archive for junho \30\UTC 2009

MERCADO REAQUECIDO?

30/06/2009

temperature

Ainda que de forma suave, o mercado de trabalho está reaquecendo. Pelo menos é o que mostram indicadores da Human Brasil, multinacional espanhola prestadora de diversos serviços na área de Recursos Humanos.

De acordo com a empresa, desde abril há um crescimento na demanda de recrutamento e seleção, desenvolvimento e formação de profissionais, consultoria estratégica, além de gestão de negócios e de recursos humanos.

E as estatísticas da Human Brasil apontam que os profissionais que têm sido mais solicitados são os seguintes:

  • Engenheiros (diversos ramos) e/ou Tecnólogo/Técnicos e Especialistas
  • Administradores, Contadores e profissionais da área de finanças e controladoria
  • Telecomunicações, Informática e conhecimentos relacionados

Já as áreas que mais abriram vagas para contratação foram:

  • Produção (Diversos Setores)/Técnica: 30%
  • Administração/Financeira: 20%
  • Tecnologia da Informação: 10%
  • Comercial: 10%

O Diretor de Operações da Human Brasil, Fernando Montero da Costa, diz que as empresas que não estão contratando usam parte desses recursos investindo e valorizando os profissionais que já estão na corporação.

“Nesses programas, as empresas nos solicitam apoio para o desenvolvimento de seus líderes e gestores, identificando carências (gaps) e avaliando e formatando planos de ação focados para melhorias comportamentais, incluindo assessoria, treinamentos, processos de coaching, entre outros”, explica o consultor.

Ainda de acordo com o Diretor da Human Brasil, os resultados dos indicadores de performance de mercado deste ano geram uma expectativa de continuidade da retomada gradual durante o segundo semestre deste ano.

Anúncios

LIÇÕES DE SUSAN BOYLE

30/06/2009

susan boyle Por Tom Coelho

“Duvidar de tudo ou acreditar em tudo são duas soluções igualmente convenientes;   ambas dispensam a necessidade de reflexão”.
(Henri Poincaré)

É muito provável que você tenha ouvido falar de Susan Boyle. Trata-se de uma senhora escocesa que virou celebridade mundial após apresentar-se num programa de calouros na Inglaterra. De aparência descuidada, foi inicialmente menosprezada e ridicularizada pelo júri e a plateia até entoar de forma admirável, por alguns minutos, trecho de um musical, com direito a lágrimas e aplausos.

Em tempos de internet, o vídeo de sua apresentação correu o mundo, sendo acessado mais de 100 milhões de vezes ao longo de duas semanas. Ganhou verbete na Wikipédia, entrevistas em talk shows, contrato para gravação de um CD e cerca de 30 milhões de links no Google. Veja mais…

EXISTE INOVAÇÃO SEM RISCO ?

30/06/2009

riscos e inovacaoPor Gisela Kassoy

Bons tempos aqueles! Praticamente o único receio de uma empresa era ser ultrapassada pela concorrência. Aquecimento global, exuberância irracional e pandemias eram conversas de especialistas, tidos como ávidos para estragar prazeres. Havia verba e estímulo para inovações e seus devidos testes, projetos piloto e possíveis erros.

O financiamento dos riscos faz parte do processo. Muitas organizações estimulavam o risco, já que mesmo depois de um determinado número de erros, uma das ideias que vingasse seria lucrativa o suficiente para equilibrar as apostas.

Isto não deixou de ser verdade. Inovações continuam tendo o poder de multiplicar os lucros das empresas. Mas o momento é outro. A verba diminuiu. A crise financeira mostrou que às vezes o pior acontece. A palavra de ordem passou a ser “cautela”.

Mas é possível inovar sem correr riscos? É possível arriscar sem perder dinheiro? Ou, pelo extremo oposto, é possível sobreviver na base da cautela? Veja mais…

CASAMENTOS NO MUNDO DOS NEGÓCIOS

30/06/2009

parcerias entre empresas

Quando entidades focalizadas em suas respectivas áreas de atuação unem-se no desenho e execução de projetos conjuntos, o resultado tende a ser positivo

Por Dimas de Melo Pimenta II

Firmar parcerias. Nunca se usou tanto esta expressão quanto agora, em que as empresas já conseguem enxergar com um pouco mais de nitidez as fissuras causadas em seus alicerces pelo terremoto da crise financeira mundial. É unânime a constatação de que os grandes problemas tornam-se ainda maiores quando se tenta enfrentá-los sem apoio ou auxílio. Conscientes desse fato, as empresas e os empreendedores elegem o trabalho em rede e o estabelecimento de parcerias como pilares fundamentais da racionalização de procedimentos e da gestão eficiente.

As parcerias não são novidade, tampouco “moda” que promete soluções mágicas. Ao contrário: são velhas conhecidas de quem realiza, inova e produz. Seus objetivos essenciais consistem em assegurar ganho de competitividade e reduzir os riscos de perdas e prejuízos, metas alcançadas à medida que a união de forças e de conhecimentos proporciona complementaridade. Desse modo, as parcerias constituem valiosa ferramenta para a intersecção e a interação dos diferentes setores da sociedade.

Existem diversos modelos de parcerias. Nas chamadas “PPPs” (parcerias público-privadas), temos a junção do capital privado com o poder governamental,  Veja mais…

O CONSTRUTOR DE CENÁRIOS

30/06/2009

Coordenador do IBMEC

Coordenador do IBMEC

José Luiz Niemeyer, coordenador do Ibmec, explica como é a carreira do profissional de Relações Internacionais

Por João Prado

Não é fácil. Para quem pretende seguir uma carreira de diplomata o caminho é duro. Entre algumas coisas, a profissão exige muito estudo e boa formação escolar, o que para a maioria dos brasileiros se torna um problema. E para afunilar mais os candidatos, o curso de Relações Internacionais (RI) é um dos mais concorridos nas grandes universidades brasileiras e todo o mundo – na USP perde só para medicina.

A RI surgiu entre a Primeira e a Segunda Guerra mundial, quando o governo dos EUA entendeu que seria primordial para o futuro da econômica um profissional que fosse capaz de costurar os cenários destruídos pelo homem. Um negociador, culto, intelectualmente tenso, um estrategista. Era exatamente isso que o governo americano buscava na época. E desde então as exigências para se tornar um diplomata não mudaram, ao contrário, são cada vez mais estabelecidas com os avanços da ciência e tecnologia. Veja mais…

DÊ FIM ÀS REUNIÕES IMPRODUTIVAS

30/06/2009

reunião

Por Christian Barbosa

Uma das maiores vilãs da produtividade corporativa são, sem dúvida, as reuniões improdutivas ou mal conduzidas que, além de consumirem o tempo útil dos profissionais, elas geram altos gastos para a empresa. Segundo uma pesquisa que realizamos na Triad Consultoria, a cada cem funcionários o desperdício com encontros desnecessários em uma organização chegam à casa dos R$ 500.000,00.

Com a crise financeira do mercado global, muitas empresas estão cortando os seus gastos para não sofrerem consequências negativas em seu orçamento e empresários estabeleceram metas nesse sentido para 2009, a fim de aumentar seu lucro e evitar desperdícios. Porém, poucos profissionais têm a consciência do gasto gerado com reuniões mal conduzidas, muito longas ou sem um propósito válido. Veja mais…

ESCASSEZ DE TALENTOS

30/06/2009

Busca de talentos

Pesquisa da Manpower aponta que os cargos operacionais são os mais prejudicados pela falta de mão-de-obra qualificada, seguidos de representantes de vendas e técnicos

Escassez de recursos, queda das bolsas e desaceleração econômica foram alguns dos sintomas da crise enfrentada pelos mercados em todo o mundo. Um dos segmentos que mais sofreram com esse período de instabilidades foi o mercado de trabalho, que passou por um sério momento de redução de investimentos. Segundo pesquisa da Manpower, líder mundial no segmento de serviços em Recursos Humanos, embora haja vagas disponíveis em diversos nichos, uma forte escassez de talentos faz com que os gestores optem por não contratar, deixando vagos cargos importantes em suas companhias. O estudo contou com a participação de 39.000 empregadores em 33 países, dentre eles Estados Unidos, França, Japão, Inglaterra, México e Canadá, e equivale ao primeiro quadrimestre de 2009. Veja mais…

FÉRIAS : MELHOR HORA PARA INVESTIR NO CURRÍCULO

24/06/2009

FERIAS ESTUDANDOPor Giuliano Bortoluci

Com a chegada das férias, os jovens ficam entusiasmados com o período de descanso e lazer que vão vivenciar no mês sem aulas. Planejam viagens, combinam de sair, dormem bastante, mas não param para pensar que talvez seja a hora de começar a focar um pouco mais na carreira profissional.

Para esse período do ano, algumas instituições de ensino preparam cursos especiais de curta duração que auxiliam os futuros profissionais no desenvolvimento de atividades específicas. Tais estudos, de preferência relacionados à área em que o aluno deseja atuar, acrescentam experiências para o currículo e para vida profissional.

Trata-se de uma decisão que pode fazer toda diferença no currículo e na carreira, já que aproveitar as férias para buscar um diferencial pode chamar a atenção e favorecer um interesse da empresa por… Veja mais.

O QUE OS SELECIONADORES QUEREM SABER

24/06/2009

processo seletivo

Confira as perguntas mais freqüentes durante uma entrevista
de emprego e prepare-se bem para o processo seletivo

Momento crucial de qualquer processo de seleção, a entrevista de emprego é a sua grande oportunidade para mostrar ao entrevistador que você é a melhor opção para a empresa. No entanto, devido à sua importância, é justamente nessa fase que o candidato pode colocar tudo a perder com alguma resposta inapropriada. Por conta disso, fizemos um levantamento das perguntas mais presentes nas entrevistas para descobrir o que os selecionadores querem saber dos entrevistados, e ainda sugerimos alguns exemplos de respostas que podem ajudá-lo a se preparar para enfrentar essa situação com segurança e objetividade.

Leia com atenção e treine. Mas, lembre-se, essas são sugestões e exemplos, cada entrevista tem suas peculiaridades. Acima de tudo, seja você mesmo, pois de nada adiantará parecer um robô com respostas decoradas. Aposte em suas qualidades e boa sorte!

1. Fale sobre você.
Essa resposta deve ser muito bem praticada. Procure ser sucinto, direto e focalize os resultados. Fale somente sobre… Veja mais.

HABILIDADES COMUNICATIVAS PARA O SUCESSO EM UMA ENTREVISTA

18/06/2009

job-search

Diante do desafio de colocar à prova o seu conhecimento e ser analisado por um interlocutor, é praticamente impossível não sentir certo nervosismo. Em situações como essa, a falta de preparo aliado à ansiedade e ao excesso de emotividade como um todo pode prejudicar significativamente as habilidades comunicativas, qualidades fundamentais para que se obtenha êxito em uma entrevista.

Pensando nisso, a Right Management, consultoria organizacional especializada em transição de carreira (outplacement), divulgou um estudo recente que detectou cinco habilidades comunicativas determinantes para o sucesso de um candidato numa entrevista de emprego. “Nesta pesquisa ouvimos pessoas das organizações,… Veja mais.


%d blogueiros gostam disto: