Archive for setembro \30\UTC 2010

APRENDA A FAZER NETWORKING

30/09/2010

Ter uma boa rede de contatos é a melhor maneira de ser visto e lembrado. Mas é preciso bom senso para não “queimar” a imagem profissional.


Por Rômulo Martins

Aprenda a fazer networkingNetworking é uma rede de relacionamento profissional. Um instrumento formal e informal para criar laços entre pessoas com interesses similares e gerar oportunidade de negócio. Segundo consultores de carreira é a maneira mais eficaz de despertar holofotes. Em diversas ocasiões salva profissionais que estão na berlinda, devido às intempéries do mercado de trabalho.

O networking mal construído, entretanto, provoca o efeito contrário. Vira “netburning”. Ou seja, queima a imagem profissional. Para você fazer certo o Empregos.com.br conversou com Olavo Henrique Furtado, coordenador de pós-graduação e MBA da Trevisan Escola de Negócios, e com a especialista em treinamentos comportamentais Reginah Araújo, autora de “A arte de pagar micos e King Kongs – como viver sem culpa”. Eles dão as dicas.

1. Não confunda networking com amizade
Networking não é apenas uma conversa entre amigos de áreas similares. Isso não quer dizer que amigos não possam fazer negócios junto. O objetivo do networking, contudo, é proporcionar benefícios profissionais e, consequentemente, pessoais.

2. Faça networking em locais diversos
Congressos, palestras, reuniões com clientes não são os únicos lugares para fazer networking. O relacionamento profissional pode ser edificado em uma mesa de bar, parques ou clubes. Esses encontros também trazem resultados.

3. Esteja prevenido
Se o networking pode ser realizado em múltiplos locais, o profissional deve ficar atento às oportunidades. Portanto, esteja preparado para construir relações com pessoas de interesse comum. Quando for ao cinema, teatro, restaurante não deixe de levar o seu cartão de visita.

4. Mantenha sua rede viva
Acionar sua rede apenas quando está em apuros não é networking, é “netburning”. Se você age desse modo corre o risco de ficar sem emprego e ninguém ficar sabendo. Por isso, mantenha a brasa acesa. Convide os contatos profissionais para um happy hour, cinema, teatro etc.

5. Diversifique seus relacionamentos
Ir sempre aos mesmos eventos todo o ano vira mesmice. É importante frequentar novos lugares que o forcem a conhecer pessoas. Senão sempre encontrará as mesmas caras. Poderá perder oportunidades de negócio por falta de novos contatos.

6. Na internet, escolha a rede certa
Siga pessoas que conhece em redes de cunho profissional – Linkedin, por exemplo – ou voltadas ao público de sua área. Você pode adicionar pessoas por indicação. Nesse caso, sinalize o contato. Cuidado com o que é postado em seu perfil. Evite defender causas contrárias à opinião pública. Isso, certamente, vai queimar o seu filme.

Aprenda a fazer networking

Ter uma boa rede de contatos é a melhor maneira de ser visto e lembrado. Mas é preciso bom senso para não “queimar” a imagem profissional.

Por Rômulo Martins

Aprenda a fazer networkingNetworking é uma rede de relacionamento profissional. Um instrumento formal e informal para criar laços entre pessoas com interesses similares e gerar oportunidade de negócio. Segundo consultores de carreira é a maneira mais eficaz de despertar holofotes. Em diversas ocasiões salva profissionais que estão na berlinda, devido às intempéries do mercado de trabalho.

O networking mal construído, entretanto, provoca o efeito contrário. Vira “netburning”. Ou seja, queima a imagem profissional. Para você fazer certo o Empregos.com.br conversou com Olavo Henrique Furtado, coordenador de pós-graduação e MBA da Trevisan Escola de Negócios, e com a especialista em treinamentos comportamentais Reginah Araújo, autora de “A arte de pagar micos e King Kongs – como viver sem culpa”. Eles dão as dicas.

1. Não confunda networking com amizade
Networking não é apenas uma conversa entre amigos de áreas similares. Isso não quer dizer que amigos não possam fazer negócios junto. O objetivo do networking, contudo, é proporcionar benefícios profissionais e, consequentemente, pessoais.

2. Faça networking em locais diversos
Congressos, palestras, reuniões com clientes não são os únicos lugares para fazer networking. O relacionamento profissional pode ser edificado em uma mesa de bar, parques ou clubes. Esses encontros também trazem resultados.

3. Esteja prevenido
Se o networking pode ser realizado em múltiplos locais, o profissional deve ficar atento às oportunidades. Portanto, esteja preparado para construir relações com pessoas de interesse comum. Quando for ao cinema, teatro, restaurante não deixe de levar o seu cartão de visita.

4. Mantenha sua rede viva
Acionar sua rede apenas quando está em apuros não é networking, é “netburning”. Se você age desse modo corre o risco de ficar sem emprego e ninguém ficar sabendo. Por isso, mantenha a brasa acesa. Convide os contatos profissionais para um happy hour, cinema, teatro etc.

5. Diversifique seus relacionamentos
Ir sempre aos mesmos eventos todo o ano vira mesmice. É importante frequentar novos lugares que o forcem a conhecer pessoas. Senão sempre encontrará as mesmas caras. Poderá perder oportunidades de negócio por falta de novos contatos.

6. Na internet, escolha a rede certa
Siga pessoas que conhece em redes de cunho profissional – Linkedin, por exemplo – ou voltadas ao público de sua área. Você pode adicionar pessoas por indicação. Nesse caso, sinalize o contato. Cuidado com o que é postado em seu perfil. Evite defender causas contrárias à opinião pública. Isso, certamente, vai queimar o seu filme.

Faça uma busca de vagas (escolha uma área ou busque o cargo desejado)

Buscar Emprego:

Estado Acre Alagoas Amapá Amazonas Bahia Ceará Distrito Federal Espírito Santo Goiás Maranhão Mato Grosso Mato Grosso do Sul Minas Gerais Pará Paraíba Paraná Pernambuco Piauí Rio de Janeiro Rio Grande do Norte Rio Grande do Sul Rondônia Roraima Santa Catarina São Paulo Sergipe Tocantins

Anúncios

BRMALLS ABRE INSCRIÇÕES PARA O PROGRAMA DE TRAINEES

29/09/2010

Interessados devem se inscrever pelo site da empresa até dia 15. Formados em 2009 e 2010 podem participar do processo seletivo.

Estão abertas as inscrições para o Programa de Trainees da BRMalls 2011, maior empresa de Shopping Centers do país. Os interessados devem se inscrever pelo site www.brmalls.com.br até o dia 15 de outubro.

Podem participar da seleção, profissionais formados entre 2009 e 2010 nas seguintes áreas: Administração, Economia, Engenharia, Ciências Contábeis, Arquitetura e Comunicação.

O programa tem como objetivo selecionar novos talentos para atuar nos estados Rio de Janeiro, São Paulo, Minas Gerais, Goiás e Paraná. A BRMalls tem participação, atualmente, em 37 shoppings brasileiros.

As etapas do processo seletivo são: testes on-line, dinâmicas de grupo, cases e entrevistas com os gestores.

Os trainees selecionados iniciarão o programa em janeiro de 2011. Eles passarão automaticamente a fazer parte do quadro de colaboradores da empresa e a receber, além de salário compatível com o oferecido pelo mercado, todos os benefícios relacionados a seguro saúde, transporte, alimentação, entre outros.

Sobre a BRMALLS
Atualmente, a BRMALLS tem participação em 37 shopping centers. Juntos, os shoppings apresentam cerca de 6,2 mil lojas. A BRMALLS é uma empresa com presença nacional em todas as regiões do Brasil, atendendo aos consumidores de todas as diferentes classes.

É uma companhia jovem, que procura profissionais com uma visão desafiadora e grandiosa para se tornar a maior e melhor companhia de shopping centers da América Latina. Para alcançar esse objetivo precisa das melhores pessoas do mercado. Gente que possua senso de urgência, otimismo, persistência, entusiasmo, ousadia e inconformismo, e que valoriza o trabalho em equipe. Gente que aja como “dono” do negócio.

Clique aqui para participar do processo de seleção do programa.

PERGUNTE AO ESPECIALISTA – DEVO USAR ROUPA FORMAL NA DISPUTA POR UM CARGO INFORMAL?

29/09/2010

Pergunta:

Dra. Izabel, mesmo sabendo que o cargo pretendido aceita o uso de roupas informais (jeans, blusa e tênis/bota) – por se tratar de obras de engenharia em condições quase insalubres (muito sol, terra batida, altas temperaturas e umidade) -, continua valendo a regra de roupas mais formais para a dinâmica de grupo?

Obrigada
Daniela Carvalho
Goiânia – GO

Resposta:

Olá Daniela! Sua pergunta é interessante. Vamos pensar juntas?
Se você optar por roupas muito formais para participar do processo seletivo, a empresa pode interpretar que talvez você não se adapte ao ambiente ‘quase insalubre’ da obra, utilizando suas palavras.

Se optar por roupas muito informais acredito que a empresa a avalie como uma profissional ‘descolada’ e simples (como requer o ambiente). Se seu cargo exige visitas a clientes (mesmo que esporádicas) ou atendimento a fornecedores, o traje ‘muito informal’ não se adapta.

Então, como proceder?
Primeiro, avalie o cargo ao qual se candidata. Depois utilize o famoso ‘bom senso’: opte por um traje simples, não simplista ou despojado demais. Exemplos:

Calça ‘social’ preta, camisa colorida ou camisete, sapatilha preta.
Calça jeans escura (sem manchas, lavagens, rasgos, remendos), com barra bem feita, uma camisa ou camisete, sapato de salto baixo.

Evite: calçados de salto alto, botas exageradas e sandálias; cores neon (em altíssima moda hoje, que não se encaixam com nada profissional); camisetas; decotes, barriga de fora e cavas profundas; bijuterias exageradas e maquiagem idem.

Lembre-se que, além de demonstrar que pode se adaptar tanto a ambientes altamente despojados quanto aos mais formais, obras de engenharia requerem cuidado com saúde, bem estar e segurança. Não se iluda: isso será observado em todo seu processo seletivo.
Sucesso! Abraços e paz profunda!

Izabel Failde
Especialista em Dinâmica de Grupo do site Empregos.com.br.

Vai participar de um processo seletivo e está cheio de dúvidas? Elimine-as com nossos especialistas. Clique aqui.

COLMEIA ABRE 120 VAGAS GRATUITAS PARA O CURSO DE TURISMO

28/09/2010

Em conjunto com a Secretária de Participações e Parcerias e com o Instituto Hedging-Griffo jovens serão capacitados para atuar no mercado de trabalho formal.

A Colmeia – Instituição a Serviço da Juventude abre 120 vagas gratuitas para o curso de Turismo. O objetivo da Instituição é preparar jovens entre 16 e 24 que tenham concluído o ensino médio ou estar cursando o 2º e 3º ano em rede pública para que no futuro tenham qualificação profissional e possam trabalhar em hotéis, restaurantes e agências de turismo.

As aulas, que terão início em outubro com término previsto para março de 2011, serão ministradas na sede da Colmeia nos períodos da manhã das 8h00 às 12h00 ou à tarde das 13h30 às 17h30. O curso composto por três módulos – Básico, Específico e Gestão – irá oferecer aos participantes uma oportunidade única de aprendizado e vivência no mercado de trabalho.

Durante o módulo Básico os alunos terão Oficinas de Construção da Cidadania, de Desenvolvimento Pessoal e de Qualidade de Vida.  Já, no segundo módulo terão contato com atividades voltadas para Turismo, conceito e história, tipos de turismo, patrimônio sócio cultural, turismo sustentável e gestão de consumo.

Outras disciplinas do módulo Específico são Órgãos, Entidades Públicas e Privadas que regulam e incentivam o turismo, Serviços de Hotelaria, Serviço de Alimentos e Bebidas, Serviço de Viagem e Turismo, Segurança Alimentar e Oficinas de Inglês e Informática.

Para o módulo Gestão, os alunos terão aulas voltadas para seu Projeto de Vida e Carreira, Tipos de Empresas, Relação de Trabalho e orientações para elaborarem seu Currículo.

Para a Marisa Donatiello, Coordenadora Técnica Administrativa da Colmeia essa parceria é fundamental para que muitos jovens possam conquistar uma colocação significativa no mercado. “Temos que preparar esses adolescentes, daqui a alguns anos o Brasil sediará uma Olimpíada e a Copa do Mundo e precisaremos de mão de obra qualificada para receber milhares de atletas e seus familiares”, explica.

Os interessados no curso deverão comparecer na sede da Colmeia em horário comercial e levar cópia de todos os documentos do candidato, cópia do RG e CPF dos pais ou responsáveis, Declaração da escolaridade e caneta para o preenchimento do cadastro.

Todos os alunos que tiverem mais que 75% da freqüência irão receber certificado de conclusão e 40% dos alunos que ser destacarem serão encaminhados para o mercado de trabalho em São Paulo.

SERVIÇO:
Curso de Turismo

As inscrições serão realizadas durante todo mês de outubro
Rua: Marina Cintra, 97 (altura do 4.800 da Av. 9 de julho)
Fone/fax: 3881-1545 / 3881-1536
E-mail: colmeia@colmeia.org.br
Site: www.colmeia.org.br

OS SEGREDOS DOS CAMPEÕES

27/09/2010

Conferencista Roberto Shinyashiki revela quais são as 7 principais características do profissional de sucesso.

Por Rômulo Martins

O segredo dos campeõesUma carreira plena não se constrói durante o expediente. O sucesso é feito à noite, nos bastidores. Foi essa filosofia que transformou o menino pobre da baixada santista em Roberto Shinyashiki, médico psiquiatra com doutorado em administração e economia pela Universidade de São Paulo, palestrante de renome internacional e autor de títulos como “Os segredos dos campeões”, “A revolução dos campeões”, “O poder da solução” e “O sucesso é ser feliz”, que venderam mais de seis milhões de exemplares.

Segundo Shinyashiki, é nos bastidores que o profissional de sucesso investe em sua formação. “Um líder campeão valoriza os fundamentos”, diz o conferencista a uma plateia de profissionais de recursos humanos no Centro de Convenções Rebouças, em São Paulo. Shinyashiki explica que o profissional campeão atinge os seus objetivos porque analisa com clareza as situações-problema, elabora planejamentos estratégicos, entende os meandros do marketing, estuda gestão de negócios.

Em outras palavras, o campeão conhece bem o seu negócio, investe nele na certeza de que vai obter retornos positivos, resolve problemas e, consequentemente, alcança resultados extraordinários. Além disso, mantém o cérebro oxigenado e aprende com outros campeões. “Trabalhe com os campeões. Eles vão te ensinar os fundamentos para você se tornar um deles”, garante Shinyashiki.

Conheça as principais características do profissional campeão, segundo o conferencista.

1. O campeão tem visibilidade
Profissionais de renome têm ideias especiais. Atendem à expectativa do cliente (empresa) porque sabem construir o produto adequado. Estudam propostas, têm posicionamento e sabem o seu valor no mercado. Todos o procuram.

2. O campeão cria histórias
Um simples gesto no trabalho pode eternizar a sua imagem. Profissionais campeões viram mitos, logo são eternizados. Compare a história de Ayrton Senna e Michael Schumacher. São dois campeões de Fórmula 1. Qual deles, porém, é o piloto mais lembrado e idolatrado de todos os tempos?

3. O campeão “invade” o cliente
Quem não é visto não é lembrado. Isso não é problema para os campeões. Eles estão em todos os lugares: na TV, na internet, nos jornais e revistas, na boca do povo. Quando lançam um produto ou marca todos têm acesso, porque é divulgado espontaneamente nas diversas mídias. Os campeões não vendem o produto por si só. Vendem sonho, conforto, segurança. Por isso viram ídolos.

4. O campeão transforma anões em gigantes
Campeão não tem medo de formar campeões. Ele ensina todos os rituais de sucesso aos aprendizes. É seguro de si, motivador, vencedor por natureza.

O segredo dos campeões

5. O campeão valoriza os relacionamentos
Por trás do sucesso, acompanham o profissional campeão valores como humildade, companheirismo, cooperação. Ele aplica esses ensinamentos na convivência com a família e com os amigos. Os relacionamentos são a base do seu sucesso e dão energia para superar desafios. Profissionais desprovidos de valores iguais ou similares aos mencionados jamais alcançarão o êxito pleno.

6. O campeão é inovador
Acompanhar as tendências do mercado e aplicá-las como recursos benéficos ao negócio é outra característica marcante no campeão. Este profissional é criativo. Lança produtos inovadores a partir dos seus conhecimentos técnicos, visão empreendedora e macro e das ferramentas que lhes são apresentadas.

7. O campeão aproveita a vida
O profissional de sucesso sabe administrar o tempo. Mantém o equilíbrio entre vida e trabalho. Faz o que gosta: vai à praia, ao cinema, pratica esportes, dedica-se à leitura, ouve música, relaxa. Em suma, o profissional campeão é feliz.

PROCESSO SELETIVO DE ESTÁGIO 2011 DA PHILIPS

24/09/2010


Abertas inscrições para o Programa de Estágio da Philips. O Objetivo é possibilitar ao estudante a vivência prática e gerar uma fonte de recrutamento de profissionais qualificados para a organização.

QUANTO TEMPO DE DURAÇÃO TERÁ O PROGRAMA?
O Programa tem duração de 1,5 anos a 2 anos. Para os cursos de Engenharia, há também o programa de 1 ano.

EM QUE ÁREA VOU ATUAR? POSSO ESCOLHER?
As vagas são para as mais diferentes áreas: Marketing, Comunicação, Recursos Humanos, Responsabilidade Social, Finanças, Controladoria, Secretariado, Engenharia, Tecnologia da Informação, Logística, Direito, Vendas e Pesquisa & Desenvolvimento. Sim, o candidato pode escolher, mas também pode ser indicado para outra área.

QUANTAS VAGAS ESTÃO ABERTAS?
Temos 42 vagas em aberto.

A REMUNERAÇÃO DOS ESTAGIÁRIOS? E OS BENEFÍCIOS?
A remuneração varia de acordo com a carga horária de 4h e 6h diárias e tem um aumento no último ano. A bolsa-auxílio de 6h para o penúltimo ano é de R$ 1.287,00. Os benefícios são ticket refeição e auxílio-transporte (também com opção de estacionamento ou fretado da empresa).

QUANDO O PROGRAMA TEM INÍCIO?
O início do estágio será em janeiro.

EXISTE POSSIBILIDADE DE EFETIVAÇÃO?
Sim, o objetivo é desenvolver e formar bons profissionais, mas não há garantia.

Para mais informações acesse: http://www.focotalentos.com.br/estagiophilips2011/

BRASKEM ABRE INSCRIÇÕES PARA SEU PROGRAMA DE TRAINEE

24/09/2010

Os interessados terão até o dia 25 de outubro para concorrer a uma das 20 vagas

A Braskem está com as inscrições abertas para o seu Programa de Trainees 2011. Serão 20 vagas para as diversas áreas da empresa: comercial, engenharia, finanças & relações com investidores, recursos humanos e industrial. Ao acessar o site do programa o jovem candidato fará a sua opção por qual programa ele quer participar. A novidade é um reforço no desenvolvimento do trainee que tem vocação para a área industrial.

“Este site será o nosso canal permanente de comunicação com o público jovem. Disponibilizaremos informações relevantes sobre o programa, a empresa e o mercado, objetivando contribuir com o seu crescimento profissional e pessoal” explica Marcelo Arantes, vice-presidente de Pessoas e Organização da Braskem

Para participar, o candidato precisa ter a graduação concluída entre dezembro de 2008 e janeiro de 2011 em um dos seguintes cursos: Administração, Ciências Contábeis, Ciências da Computação, Economia, Psicologia, Pedagogia e engenharias da Computação, Civil, de Materiais, de Produção, Elétrica, Mecânica, Naval e Química.

O objetivo da empresa é atrair e desenvolver jovens talentos que se identifiquem com os valores da Braskem. Trabalhar em equipe, vontade de aprender, humildade, ambição de propósitos, objetividade, espírito positivo, saber se posicionar e construir relações serão algumas características observadas.

O prazo para inscrições termina em 25 de outubro. “O programa de trainee tem um importância relevante no processo de desenvolvimento de pessoas para a Braskem. Nós entendemos que é muito importante que o jovem faça sua opção no nosso programa conforme a sua vocação: trainee para diversas áreas do negócio ou para a área industrial, que vem a cada dia se destacando mais na maior petroquímica das Américas e que merece uma atenção especial na sua formação técnica”, ressalta o executivo.

O trainee que conseguir uma vaga na companhia passará por um programa de desenvolvimento pessoal e profissional com o objetivo de se capacitar para a carreira que se abre na empresa. Para tanto a companhia coloca à disposição dos recém chegados um programa estruturado de aprendizagem que está composto por diversos módulos que visam, um a um, a integração à companhia, o conhecimento da organização e cultura, da indústria petroquímica, do negócio e das estratégias que envolvem a empresa.

Ficha técnica dos programas

Programa de Trainee

Para atender uma necessidade da companhia, que é uma das maiores empresas industriais do país, a Braskem criou um programa específico para os jovens que têm interesse em trabalhar na área industrial da empresa. Essa divisão por categorias é uma forma de trabalhar com a vocação dos jovens recém formados brasileiros.

Trainees

  • Cursos: Administração, Ciências Contábeis, Ciências da Computação, Economia, Psicologia, Pedagogia e engenharias da Computação, Civil, Materiais, Produção, Elétrica, Mecânica, Naval e Química.
  • Localidades: São Paulo, Bahia, Alagoas, Rio Grande do Sul e Rio de Janeiro
  • Duração do programa: um ano e meio
  • Requisitos: formação concluída entre dezembro de 2008 a janeiro de 2011 e  domínio do inglês
  • Processo seletivo: testes de raciocínio lógico, inglês online, dinâmica de grupo, painel de negócios e entrevistas industriais
  • Benefícios: plano de saúde, vale refeição – ou alimentação nos refeitórios da empresa para os profissionais que trabalharem nas unidades industriais – e transporte
  • Prazo de inscrições: 25 de outubro

Trainees Industriais

  • Cursos: engenharias civil, engenharia de materiais, produção, elétrica, mecânica e química.
  • Localidades: São Paulo, Bahia, Alagoas e Rio Grande do Sul, Rio de Janeiro
  • Duração do programa: um ano e meio
  • Requisitos: formação concluída entre dezembro de 2008 a janeiro de 2011 e domínio do inglês
  • Processo seletivo: testes de raciocínio lógico, inglês online, dinâmica de grupo, painel de negócios e entrevistas industriais
  • Benefícios: plano de saúde, vale refeição – ou alimentação nos refeitórios da empresa para os profissionais que trabalharem nas unidades industriais – e transporte
  • Prazo de inscrições: 25 de outubro

Para se candidatar acesse: www.sertrainee.com.br

MONITORAR REDES SOCIAIS VIRA PROFISSÃO

23/09/2010

Saiba o que faz, onde atua e qual o perfil dos profissionais que trabalham com mídias sociais.

Por Rômulo Martins

Monitorar redes sociais vira profissãoThiego Novais passa o dia no Orkut, Twitter, Facebook. Este é seu trabalho. Ele é estagiário de redes sociais. As empresas passaram a ficar de olho nas redes desde que perceberam o impacto da livre circulação de suas marcas na internet. Começaram a monitorar o que os usuários falavam a respeito delas. Surge assim o profissional de mídias sociais.

Atualmente, o trabalho deste profissional vai além de desvendar o que pensa o seu cliente. “Elabora-se conteúdo, porque é a partir dele que nos relacionamos com o público. Ao mesmo tempo, monitora-se o posicionamento dos perfis corporativos na internet”, explica Vivian Vianna, gerente de redes sociais da Media Factory.

Raio-X do profissional de mídias sociais
O que faz
Estuda o público, planeja e desenvolve campanhas, elabora conteúdo, divulga produtos, serviços ou marcas, gera relacionamento com o cliente por meio das redes. Monitora o que o público diz a respeito da empresa, responde dúvidas e críticas, mensura resultados (ranking dos perfis organizacionais na internet).

Onde atua
Empresas públicas, privadas e organizações não-governamentais de qualquer ramo. Em regime CLT ou como prestadores de serviço (Pessoa Jurídica).

Plataformas de relacionamento
O profissional da área elabora conteúdo para o Orkut, Twitter, Facebook, Youtube, Linkedin, Flickr etc. Normalmente, as empresas geram relacionamento nas redes mais populares. A definição da mídia depende do perfil organizacional e do cliente.

Formação
Grosso modo, quem trabalha com mídia social é formado em Comunicação ou áreas afins – Marketing, Jornalismo, Publicidade, Relações Públicas. Contudo, profissionais de diversas áreas podem atuar na função. Não há graduação em redes sociais, mas algumas universidades vêm realizando cursos de especialização na área.

Competências
Domínio da comunicação escrita. Bom relacionamento interpessoal: o engajamento e a transparência nas relações são fundamentais. Proatividade. Visão estratégica. Conhecimento nas áreas de comunicação e marketing; em tecnologias específicas, internet e suas ferramentas. O profissional de redes sociais deve ficar de olho nas tendências. Seu perfil pessoal na internet é seu portfólio.

Salário inicial
R$ 1,5 mil.

Fontes: André Telles, CEO (executivo-chefe) da Mentes Digitais, autor de “A revolução das mídias sociais” (M.Books, 2010); Vivian Vianna, gerente de redes sociais da Media Factory.

T4F LANÇA SEU PRIMEIRO PROGRAMA DE TRAINEES, VOLTADO A JOVENS TALENTOS DO MERCADO DE TRABALHO

22/09/2010

Há 28 anos no mercado de entretenimento, a TIME FOR FUN lança seu primeiro Programa de Trainees. O programa selecionará jovens de alto potencial, que durante 12 meses conhecerão todas as áreas da empresa, como operações, comercial, shows, teatro, marketing, tickets, finanças, recursos humanos e jurídico, antes de optarem pela área em que serão alocados. Todo o projeto é suportado por coaching, garantindo ao jovem talento a oportunidade de se desenvolver também através de troca de experiências com profissionais de nível sênior da Companhia. Existe a possibilidade de uma etapa nas operações internacionais da empresa, a depender do desempenho dos candidatos e da oportunidade nas operações.

Como pré-requisitos, o candidato precisa ter inglês fluente, amplo conhecimento em informática, disponibilidade para morar em São Paulo e formação superior de nível graduação concluída entre junho/2008 e dezembro/2010 nos seguintes cursos:

Administração de Empresas
Análise de Sistemas
Ciências da Computação
Ciências Contábeis
Ciências Econômicas
Comunicação Social
Direito
Economia
Engenharia (todas as modalidades)
Marketing
Propaganda e Marketing
Publicidade e Propaganda
Sistemas de Informação
Processamento de Dados
Turismo

Etapas do Processo Seletivo

Inscrição no site www.t4f.com.br;
Avaliação qualitativa e quantitativa das inscrições;
Testes on-line de Inglês e Português;
Dinâmica de Grupo e Avaliação Oral de Inglês;
Entrevista Individual e teste de Raciocínio Lógico;
Entrevista Final com CEO e Diretores;
Início em janeiro de 2011.

Estrutura do Programa
Durante os 12 meses de Programa, os trainees vivenciarão 3 macro-etapas de desenvolvimento: Integração, Generalista e Especialista.

Etapa 1 – Integração Corporativa
Objetivos: propiciar visão sistêmica da empresa.
Principais atividades: Boas vindas, integração comportamental, informações do mercado e visão das áreas.

Etapa 2 – Generalista
Objetivos: propiciar visão sistêmica da área escolhida, conhecer processos-chave.
Principais atividades: job rotation estruturado e norteado por um projeto com objetivos de aprendizagem e entregas definidas.

Etapa 3 – Especialista
Objetivo: atuação on-the-job.
Principais atividades: desempenho de função específica com responsabilidades e metas pré-estabelecidas. A oportunidade de “aprender fazendo” é um dos principais pilares do programa. Essa etapa será acompanhada diretamente pelos mentores dos trainees, pelos gestores da área e com suporte em atividades de treinamento.

As áreas onde os novos profissionais serão alocados serão definidas ao final do treinamento pleno, pela empresa e pelos trainees.

Avaliação
s trainees serão avaliados em todas as etapas do programa, de acordo com os resultados alcançados, comportamentos demonstrados e potencial futuro.

NOVA ENTREVISTA DE EMPREGO: COMO SE SAIR BEM

22/09/2010


Por Roberta Castro

Passando o olho novamente na revista Você S/A do mês de junho deste ano, me chamou a atenção uma questão atual e muito importante para quem está passando ou que ainda vai passar por um processo seletivo: “A nova entrevista de trabalho”. Vale a pena compartilharmos as principais dicas trazidas pela reportagem.

Atualmente, os recrutadores estão mais interessados em saber como o candidato se comporta no ambiente de trabalho e, sobretudo, fora dele, do que apenas conhecer o seu currículo e as suas experiências profissionais. A ideia é saber o quanto o perfil do candidato está alinhado à cultura da empresa. Assim, com a finalidade de contratar um profissional que permaneça o maior tempo possível neste emprego, o processo seletivo ganhou novas etapas e ficou mais longo e rigoroso. Além disso, com uma seleção mais criteriosa, as empresas evitam um novo gasto com uma nova contratação, desgastes na equipe ou até mesmo atraso no cronograma empresarial.

Mas para conhecer estas informações muito pessoais, os profissionais de RH estão deixando de lado perguntas mais do que manjadas – como, por exemplo, “por que você quer este trabalho?” ou ainda “fale-me sobre os seus principais pontos fortes e fracos”, e mergulhando em questões pessoais que podem levar a um perfil de personalidade, de caráter e de comportamento. Nesta busca pela descoberta das competências pessoais e seus respectivos valores, as perguntas nas entrevistas de trabalho ganharam uma nova roupagem e novos objetivos, virando uma verdadeira prova de fogo. Neste contexto, informações sobre história de vida, visão de mundo, crenças e desejos passaram a ser relevantes.

Veja a seguir alguns exemplos citados na reportagem de perguntas que têm sido feitas e o que elas realmente querem dizer:

Se você tivesse morrido, o que seria escrito na sua lápide?
O objetivo da pergunta é fazer com que o candidato se descreva como pessoa fora do contexto profissional. Outras empresas ainda optam pela manjada: “Quem é você?”.

Se tivesse um milhão de reais, que empresa você abriria?
A pergunta testa o grau de identificação do candidato com o ramo de atividade da companhia que está contratando.

De que forma você busca autoconhecimento?
Em vez de perguntar se a pessoa busca autoconhecimento, a questão pede uma resposta que contenha exemplos e, assim, desmascarar os que não fazem isso.

O que seus pais pensam sobre suas aspirações?
A pergunta avalia autoconfiança e o tipo de postura que o candidato foi incentivado a ter ao longo da vida. Pessoas que receberam apoio dos pais e são incentivadas tendem a ser mais empreendedoras e independentes.

Numa escala de 1 a 10, que grau de controle você tem sobre o seu destino?
A questão testa a iniciativa do candidato, a capacidade de assumir responsabilidade por suas decisões e escolhas e sobre o que espera realizar em sua vida.

Profissionalmente, quais são as três coisas que você mais se envergonha de ter feito?
O objetivo é checar o senso de autocrítica e a resistência da pessoa a frustrações.

Seu superior será promovido. Você quer a vaga dele. O que vai fazer para conseguir isso?
A resposta do candidato vai permitir avaliar caráter, ambição e vontade de crescer. É uma forma de conhecer o seu tipo de personalidade.

Você já precisou abrir mão de alguma coisa na sua vida em nome de outra?
Aqui, a partir da história contada pelo candidato, os entrevistadores vão avaliar o que ele realmente valoriza e prioriza e o quanto está disposto a ceder para agarrar a oportunidade da vaga.

Por que escolheu esta empresa e não a concorrente?
O interessado vai ter de demonstrar conhecimento sobre a cultura da companhia para a qual está se candidatando. A ética do candidato é analisada, já que se observa se ele vai falar mal do concorrente.

Quais são as suas perguntas?
Os recrutadores esperam que o candidato faça perguntas. Além de demonstrar interesse em conhecer a empresa, quem pleiteia o posto mostra curiosidade e vontade de aprender.

E você? Passou por alguma experiência deste tipo em uma entrevista de emprego? Que tal compartilhá-la por aqui e, também, no Blog Eu Profissional?

Fonte: http://www.euprofissional.com.br


%d blogueiros gostam disto: