Archive for janeiro \31\UTC 2011

OPORTUNIDADE – 180 VAGAS PARA CURSOS GRATUITOS EM SÃO PAULO

31/01/2011

Programa de inclusão digital do Governo de SP abre inscrições para oficinas de informática e idiomas no posto do Parque da Juventude, zona norte da capital.

Entre os dias 1 e 4 de fevereiro, o Acessa SP recebe inscrições para mais um ciclo de oficinas gratuitas do posto do Parque da Juventude, na zona norte da capital.  Os temas do mês de fevereiro são: Informática Básica, Montagem e Manutenção de Micros; Modelagem 3D; Web design; Fotografia Digital com Máquinas Simples; Introdução ao Software Livre; Artes Gráficas com Software Livre; Introdução à Linguagem Gestual (Libras); Inglês básico e Inglês Conversação.

As aulas serão ministradas pelos oficineiros do Acessa SP entre os dias 8 e 25 de fevereiro. Os interessados devem se inscrever pessoalmente no Acessa SP do Parque da Juventude, na Av. Cruzeiro do Sul, 2.630, 1º andar, ao lado da estação Carandiru do Metrô, das 9 às 18 horas. É necessário apresentar o RG no ato da matrícula.

Programação
* Informática básica Conhecimento do computador, navegação, estrutura da informação, digitação e pesquisa Turmas: quartas e quintas – das 10 às 12h;
* Web Design Linguagem de construção de sites Turmas: terças – das 10 às 13h;
* Montagem e Manutenção de Computadores Pequenos consertos possíveis de se fazer em casa Turmas: quartas e quintas – das 15 às 17h;
* Introdução ao Software Livre Como instalar, configurar e utilizar o Linux Turmas: terças – das 10 às 13h;
* Artes Gráficas Manipulação de imagens e criação de peças gráficas através de softwares livres Turmas: segundas e quartas – das 10 às 12h;
* Blender – Modelagem 3D Introdução à criação e modelagem tridimensional Turmas: sextas – das 10 às 13h;
* Fotografia Digital com máquinas simples e telefones celulares Olhar diferenciado sobre a produção fotográfica com recursos simples Turmas: segundas e quartas – das 14h30 às 17h30;
* Introdução a Libras Lições básicas sobre a linguagem de sinais Turmas: terças e quintas – das 17h30 às 19h30;
* Inglês – Conversação Prática de conversação através de dinâmicas Turmas: segundas e quartas – das 11 às 13h;
* Inglês – Básico Introdução à língua inglesa Turmas: terças e quintas – das 11 às 13h;

Serviço: Oficinas gratuitas do Acessa SP Inscrições: de 1 a 4 de fevereiro Local: pessoalmente no Acessa SP Parque da Juventude. É necessário apresentar RG. Horário das inscrições: das 9 às 18 horas Número total de vagas: 180 Realização das oficinas: de 10 a 28 de janeiro, de acordo com o tema. Endereço: Av. Cruzeiro do Sul, 2.630, 1º andar, ao lado da estação Carandiru do Metrô.

DÊ UM SALTO EM SUA CARREIRA EM 2011

31/01/2011

 

Especialista em gestão comportamental ensina como alcançar o sucesso em 10 passos.

Da Redação

Dê um salto em sua carreira em 2011Os profissionais que desejam prosperar em suas carreiras este ano devem se ater a duas palavras: foco e determinação. Em um primeiro momento é preciso refletir sobre seus reais objetivos. O foco serve para elaborar o plano. Depois disso é hora de contar com a insistência e a perseverança para chegar lá.

É preciso avaliar também o perfil profissional que as empresas buscam para o futuro. Profissionais capazes de realizar coisas, de entregar resultados mensuráveis são cada vez mais valorizados. Investir em seus diferenciais, capacitar-se e ter em mente que o aprendizado é algo que acompanha toda a vida são atitudes indispensáveis.

Edson Rodriguez, especialista em gestão comportamental e profissional, vice-presidente da Thomas Brasil e um dos desenvolvedores da ferramenta de e-coaching Your Life, que ajuda profissionais a traçarem seus planos de carreira, preparou 10 dicas para você. Confira.

  • 1- Avalie-se objetivamente. Quais seus pontos fortes e fracos? Como eles impactam em sua carreira?;
  • 2- Como foi sua evolução profissional e social nos últimos três anos? O que melhorou? Modificou-se de modo positivo para você?;
  • 3- Sua empresa/negócio tem um plano para 2011? Qual é esse plano? Como você se encaixa nele?;
  • 4- Desenvolva projetos relacionados com os planos da empresa. Pratique a iniciativa;
  • 5- Estimule a tecnologia, atualize-se;
  • 6- Crie/participe de grupos de discussão tecnológica, mas com algum complemento social também. Busque socialmente a companhia de seus pares e superiores;
  • 7- Na medida do possível interaja com a sua equipe fora do ambiente de trabalho. Esta é uma excelente prática de liderança;
  • 8- Partilhe conhecimento; seja visto como recurso;
  • 9- Delegue; arrisque-se mais; procure seguir sua intuição;
  • 10- Olhe para o seu gestor e veja o que você pode fazer para ajudá-lo a ser promovido. Busque as responsabilidades mais altas e faça a mesma coisa para com os seus liderados: estimule-os e compartilhe as suas responsabilidades também. Forme um substituto para que você possa ser promovido.

O QUE AS EMPRESAS QUEREM DOS JOVENS?

28/01/2011

Segundo pesquisa recém-formados devem ter “personalidade”; o item ficou a frente de “competências” e “conhecimento”.

Por Rômulo Martins

O que as empresas querem dos jovensQue o bom profissional precisa ter conhecimento técnico, estar alinhado às competências comportamentais valorizadas pelo mercado e antenado nas tecnologias e tendências na área de atuação você já sabe. Agora as empresas querem mais dos jovens recém-formados. É o que aponta uma pesquisa realizada em 20 países (incluindo o Brasil) pela consultoria alemãTrendence, publicada recentemente na revista Época.

Segundo o estudo, além de todos os requisitos exigidos pelo mercado, daqui em diante a geração high tech deve ter “personalidade”. O fator foi considerado mais importante que “competências” (saber prático) e “conhecimento” (teórico). O Brasil está em terceiro lugar no quesito “personalidade”.

A pesquisa traz outros dados. Dentre os 20 países participantes o Brasil aparece em primeiro no item “mostrar flexibilidade” (70%) e em terceiro na opção “ser capaz de atuar em equipe” (76%).

Ainda de acordo com o levantamento, entre as 19 qualidades necessárias para o sucesso as empresas brasileiras consideram mais importantes: liderança e habilidade para tomar decisões e ética. Visão holística e espírito empreendedor também foram apontados como características essenciais.

“As relações de trabalho mudaram, e o mercado aponta para uma crescente valorização das características comportamentais”, diz Paula Souto Sanches, analista de carreira da Veris Faculdades, do Grupo Ibmec Educacional. Segundo Paula, as mudanças são puxadas pelo acesso à universidade e pela competitividade do mercado. Leia mais…

 

A EMPRESA PODE MONITORAR OS FUNCIONÁRIOS?

27/01/2011


Pergunta
Com o advento da tecnologia, pergunto: é lícito ao empregador instalar câmeras para vigiar funcionário e além disto instalar também microfones para gravar o ambiente de trabalho? Se sim ou se não, quais legislações pertinentes? Obrigado!

Jorge Luiz Lucas Neves
Rio de Janeiro – RJ

Resposta:

De início a legislação brasileira não disciplina o uso de câmeras e microfones nas empresas, porém, a Constituição no artigo 5º, inciso X, assim determina:

“Art. 5º. Todos são iguais perante a lei, sem distinção de qualquer natureza, garantindo-se aos brasileiros e aos estrangeiros residentes no País a inviolabilidade do direito à vida, à liberdade, à igualdade, à segurança e à propriedade, nos termos seguintes:
….
X – são invioláveis a intimidade, a vida privada, a honra e a imagem das pessoas, assegurado o direito à indenização pelo dano material ou moral decorrente de sua violação.”

A questão acerca da instalação de Câmeras de Vídeo para monitorar os setores da empresa, como visto, não tem previsão em nosso ordenamento jurídico, razão pela qual, a possibilidade ou não do empregador adotar referida medida fica condicionada ao uso do bom senso, a real necessidade de ter instaladas as câmeras e a adoção de medidas para evitar que no futuro seja levantada questão acerca de dano moral. Leia mais…

REFLEXÃO PROFISSIONAL

26/01/2011

Consultoria incentiva profissionais a refletirem sobre suas carreiras, estabelecendo metas e pontos de melhoria.

Da Redação

Reflexão ProfissionalFazer uma reflexão profissional é um passo determinante para avançar na carreira, já que é uma oportunidade de avaliar que passos devem mudar de rota e que caminhos deram certo. A Right Management, consultoria organizacional especializada em gestão de talentos e carreira, incentiva os profissionais a aproveitarem o momento do começo do ano, quando já existe uma predisposição para um balanço da vida pessoal, a fim de estabelecer também metas profissionais para o ano seguinte.

Segundo  Elaine Saad, country manager da Right Management para América Latina,é muito importante que, no início do ano, todo profissional faça um plano com objetivos bem definidos para os próximos meses que virão, contemplando os projetos que quer concretizar, que tipo de aprimoramento pretende fazer, que avanço profissional gostaria de ter, etc. A executiva acredita que o balanço deve envolver, ainda, uma contabilização do que foi positivo e do que foi negativo, avaliando os resultados alcançados e as oportunidades que geraram desenvolvimento e melhoria para sua carreira.

A consultoria elaborou um “guia” para orientar os profissionais nessa avaliação, reunindo quatro questões que devem ser revisitadas regularmente para avaliação da carreira profissional. A reflexão para elaboração das respostas prepara o profissional para a adoção de ações que contribuam para o seu desenvolvimento.

1- Você sabe qual é a sua contribuição?
Mantenha uma visibilidade positiva para que os principais líderes da sua organização saibam quem você é e como contribui para a empresa. Criar resultados é a estratégia de carreira mais importante. Mantenha padrões de alto desempenho e contribua positivamente de forma consistente.

2- Você seria um candidato ideal caso se candidatasse à sua vaga hoje?Avalie se você conseguiria conquistar a sua vaga se ela estivesse em aberto. Quantifique e qualifique todas as suas realizações, tanto no trabalho quanto fora dele. Familiarize-se com as tendências do setor, os valores de salário, o seu valor de mercado e estabeleça relacionamentos fortes com as lideranças da empresa e profissionais da sua área que inspirem a sua admiração.

3- Se o seu cargo desaparecesse amanhã, você teria um plano de carreira?
Mantenha-se ativo com a sua rede de conhecidos e mantenha um currículo atualizado. Saiba quais são as suas chances e o valor que você traz para uma empresa, incluindo a sua empresa atual. Desenvolva um plano de carreira para que sempre tenha um horizonte visível. Assim você sabe para onde está indo e por quê.

4- Você está aprendendo?
Mantenha um compromisso constante com o autodesenvolvimento. Antecipe-se às necessidades futuras da sua organização e desenvolva-se para atender essas necessidades. Beneficie-se de oportunidades e aprendizado, incluindo cursos de treinamento, conferências do setor e grupos profissionais. Seja proativo em buscar novos projetos que o ajudarão a aprender, crescer e expandir as suas competências. Leia mais…

PROFISSÃO – ESCALADA NOS CALL CENTERS

21/01/2011

Com crescimento de 10% ao ano, setor é um filão para jovens que desejam expandir a carreira.

Por Rômulo Martins

Escalada nos call centersSandra Ribeiro, 28, ingressou na equipe de atendimento de um call center em 2004. Hoje é responsável pelo treinamento dos coordenadores de operação. Casos parecidos com o de Sandra não são raros no setor de telesserviços, que faturou R$ 6,5 bilhões em 2010, crescimento de 10%, e estima superar R$ 7 bilhões este ano, segundo a Associação Brasileira de Telesserviços (ABT).

O setor, que é considerado o principal bilhete de acesso dos jovens ao mercado de trabalho, – maior parte dos teleatendentes tem entre 18 e 24 anos – é também um filão para aqueles que desejam fazer carreira. As oportunidades estão tanto na área de atendimento (supervisão, coordenação, gerência) como em outros setores da empresa (marketing, recursos humanos, tecnologia da informação etc).

“A busca de crescimento vai depender de o profissional ser um diferencial na empresa. É preciso se dedicar, ter iniciativa, inovar no dia a dia”, aponta Marcio Moreira, gerente de atendimento do site Empregos.com.br. Outra competência essencial ao jovem que deseja ser promovido, observa Moreira, é o bom relacionamento interpessoal.

Antonio Cláudio Tozzo, superintendente de Desenvolvimento Profissional da DEDIC GPTI, destaca a importância de estar antenado nas tendências do setor, da formação e do aprimoramento constante e da participação nas melhorias dos processos nos call centers.

“Atualmente os processos seletivos estão mais aprofundados e profissionalizados. De modo que um currículo diferenciado, uma boa apresentação nas entrevistas, além de referências de outras empresas e de ex-chefes são fatores que fazem diferença no momento de avaliar o profissional”, ressalta o superintendente. Leia mais…

O QUE ESCREVER NO CURRÍCULO PARA ATRAIR O RECRUTADOR?

20/01/2011

Destacar a formação e a experiência profissional é mais eficaz que utilizar chavões como espírito de equipe e foco em resultados.

Por Rômulo Martins

O que escrever no currículo para atrair o recrutadorNa ânsia por fisgar o recrutador grande parte dos profissionais recorre a expressões que viraram clichês no mundo corporativo. O Linkedin, rede de relacionamento profissional, divulgou recentemente os 10 termos mais utilizados nos perfis dos brasileiros em 2010. São eles: dinâmico, ampla experiência, inovador, motivado, proativo, focado em resultados, empreendedor, trabalho em equipe, multitarefado, valor agregado.

Para o especialista em carreira Lindsey Pollak, “expressões como ‘ampla experiência’ e ‘experiência comprovada’ podem parecer vazias para um empregador potencial e prejudicar mais do que ajudar um perfil ou currículo”. Segundo ele, “o melhor é destacar anos de experiência, conquistas e resultados, como um aumento significativo nas vendas.”

Matilde Berna, diretora de transição e gestão de carreiras da Right Management, afirma que um currículo, para chamar a atenção do selecionador, deve exibir a história profissional de maneira estratégica. “O importante não é a quantidade de informações, mas as informações estratégicas.”

Seria irrelevante para o diretor de uma empresa, por exemplo, destacar experiências de estágio. “A informação deve ser coerente ao contexto profissional. É fundamental informar no currículo os resultados obtidos ao longo da carreira”, diz Matilde.

Na visão de Giuliana Hyppolito, consultora de recursos humanos da DMRH, na busca por uma vaga de emprego vale mencionar características pessoais valorizadas pelo mercado, mesmo que este não seja o principal foco do currículo.  Leia mais…

DICA DE LEITURA – LIDERANÇA AUTÊNTICA

17/01/2011
Liderança Autêntica Liderança Autêntica
Autor: Bill George
Editora: Gente
Páginas: 230
Preço: R$50,00

Comprar livro
Livro ajuda os leitores a responderem questões vitais, como: O que devo fazer quando os valores pessoais entram em conflito com os valores da companhia?.

Neste livro, Bill George defende a tese de que precisamos de novos líderes para evitar as crises e os escândalos corporativos, e não apenas de novas leis. O autor procura resgatar, a partir de sua experiência como CEO da Medtronic, os princípios maiores que devem reger a administração ética de uma companhia, destacando os valores fundamentais do ser humano e a gestão baseada em missão e valores que produzam maior resultado no longo prazo não só para os acionistas, mas também para os demais stakeholders.

O autor relata vários dos mais difíceis desafios que já enfrentou – de dilemas éticos até o seu próprio crescimento enquanto líder. Ele mostra como desenvolver as cinco dimensões essenciais dos líderes autênticos: objetivo, valores, coração, relacionamentos e autodisciplina.

O livro ajuda os leitores a responderem questões vitais, como: “O que devo fazer quando os valores pessoais entram em conflito com os valores da companhia?”, “Como administrar eventuais escolhas entre as necessidades dos clientes, dos colaboradores e dos acionistas da empresa?” e “Será que eu realmente quero dedicar meu talento aos negócios?”.

Sobre o Autor:
Bill George foi chairman e CEO da Medtronic, a principal e maior empresa de tecnologia médica do mundo. Durante sua gestão, o valor da empresa cresceu de 1,1 bilhão de dólares para 60 bilhões de dólares. É professor da Harvard Business School e membro do Conselho de Administração de Grandes Empresas.

 

COMO VAI SER MARKETING PESSOAL?

14/01/2011

Criar e difundir uma imagem profissional positiva é o objetivo de quem faz marketing pessoal.

Por Leila Navarro*

Marketing PessoalPara tanto, normalmente investimos no modo de nos apresentar, cuidamos do vestuário, aperfeiçoamos a maneira de falar e cultivamos uma ampla rede de contatos, o famoso networking. Essas atitudes são importantes, sem dúvida, mas não são tudo, pois compõem a parte “exterior” do marketing pessoal. É preciso cuidar também da parte “interior”, da postura que vem de dentro, e aqui considero essenciais três coisas: profissionalismo, entusiasmo e habilidade de relacionamento.

Profissionalismo, em minha visão, é a soma da competência com o empenho em realizar o trabalho da melhor maneira possível. A pessoa verdadeiramente profissional persegue a excelência e não se contenta em fazer o que se espera dela – na verdade, procura superar as expectativas. É confiável, cumpre compromissos, respeita prazos. E ainda surpreende.
Já o entusiasmo é a expressão da paixão por realizar alguma coisa – no caso, o trabalho que se realiza. O profissional entusiasmado esbanja brilho e energia, o que o faz ser percebido pelos outros como alguém bem sucedido no que faz.

Habilidade de relacionamento dispensa definições e é tão importante que sua falta pode levar por água abaixo os efeitos positivos do entusiasmo e do profissionalismo. Afinal, de que adianta ser apaixonado pelo que se faz e ter alto grau de profissionalismo quando se é inábil para tratar com as pessoas? Já vi gente com muita garra e competência ser afastada do trabalho ou ter sua ascensão profissional comprometida por não ser capaz de estabelecer bons relacionamentos com clientes e parceiros, superiores, subordinados e colegas.

Agora reflitacomo está seu marketing pessoal em relação a esses pontos?
O que você tem feito em prol de uma imagem de profissionalismo? Você se satisfaz em cumprir com “a sua parte” ou procura fazer mais do que lhe é pedido? É superficial ou profunda? É restrita ou abrangente? Faz as coisas sempre da mesma maneira e preocupa em inovar? É uma profissional commodity ou luta para se diferenciar?

E seu entusiasmo pelo trabalho, como está? Será que ele tem resistido às dificuldades do dia-a-dia, da concorrência acirrada e da instabilidade que reinam hoje no mundo dos negócios? Avalie também qualidade dos seus relacionamentos profissionais. Você sabe ouvir os outros, valoriza as opiniões alheias e aceita críticas sem se sentir ofendida? É preocupada em se fazer compreender e diz com franqueza o que pensa? Você coopera quando solicitada e pede ajuda quando precisa?

Com entusiasmo, profissionalismo e habilidade de relacionamento, você pode irradiar uma imagem profissional altamente positiva, assertiva e vendedora. Veja que não estou falando de frases prontas, gestos calculados e atitudes artificiais, mas de uma postura que vem de dentro, mostrando quem você é, o que sabe e a que veio.

*Leila Navarro é Conferencista, Especialista Comportamental. É também autora de 13 livros, ganhou por duas vezes o Prêmio de “Palestrante do Ano” (2005 e 2009). Acesse também www.leilanavarro.com.br e B logwww.leilanavarro.com.br/blog

 

DICAS DE COMO PROCURAR EMPREGO ENQUANTO EMPREGADO!

13/01/2011

Especialista dá dicas para evitar deslizes.

Da Redação

Como procurar emprego enquanto empregadoUma colocação melhor que a atual, uma nova oportunidade na carreira sonhada, mas não exercida, um salário maior, um novo desafio. Muitas são as razões para que o profissional busque uma nova colocação no mercado de trabalho. Como fazer isso estando empregado? Quais as melhores maneiras de prospectar o mercado sem infringir regras de etiqueta com o atual empregador?

Segundo Ivan Witt, head hunter e sócio da Steer Recursos Humanos, consultoria especializada na seleção de profissionais para cargos de alta qualificação e aconselhamento profissional, quem está nessa situação precisa tomar cuidado, ser discreto, ou arranhará sua reputação. “Recebo currículos ou questionamentos enviados de endereços corporativos. É no mínimo deselegante, e mostra que o profissional não presta atenção aos detalhes, um ponto contra antes mesmo de estabelecer um contato com a consultoria. Espera-se que esses profissionais atentem para essa situação e cuidem de sua imagem corporativa, comenta Ivan”

A frase “a melhor hora de procurar emprego é quando se está empregado” é muito utilizada. No entanto Ivan ressalta que os headhunters aprofundam suas análises e prestam atenção nos porquês da mudança. “Somos habituados a buscar os melhores talentos nas melhores empresas. No entanto não desprezamos uma indicação ou um candidato interessante que se apresente por conta própria. O mercado é muito grande e dinâmico e é impossível conhecer todo mundo”. Por isso é legítimo prospectar.

Nesses casos é importante que o profissional passe uma imagem positiva desde o primeiro contato. A seguir algumas sugestões de como fazer a aproximação de uma maneira elegante.

  • Ética – Jamais envie currículos e faça contatos visando entrevistas utilizando recursos da empresa. Use sempre seu e-mail pessoal e seu celular, de preferência em intervalos, horário de almoço ou depois do expediente. Saiba que a maioria das corporações monitora as contas de e-mail, e isso é legalmente aceitável;
  • Discrição – Não comente com ninguém que está buscando outras oportunidades. Trate disso com total confidencialidade;
  • Critério – Ao enviar seu currículo e carta de apresentação a uma consultoria, certifique-se da seriedade e do método de trabalho. Infelizmente existem vários casos de currículos enviados ao atual empregador;
  • Respeito a horários – Busque marcar entrevistas sempre fora do horário do expediente. Consultores e headhunters entendem o porquê dessa escolha. Nunca deixe de comparecer a uma entrevista sem avisar com bastante antecedência e contemple possíveis imprevistos evitando assim atrasos;
  • Cuidados extras – Pela pressão dos compromissos corporativos, conversas com possíveis empregadores ou headhunters podem acontecer em almoços ou jantares em restaurantes. A chance de ser visto por um colega ou conhecido existe, e aí a confidencialidade do processo fica comprometida. Fique atento e procure um lugar discreto e afastado do seu cotidiano.

%d blogueiros gostam disto: