Posts Tagged ‘LÍDER’

PAPEL DO LÍDER ESTÁ ASSOCIADO AO RISCO

07/12/2009

Professor de gestão de carreira, Nelson Fender afirma que lideranças podem se apoiar nas potencialidades da própria equipe para vencer desafios.

 

Por Rômulo Martins

Os desafios de liderar uma equipe ou um negócio no cenário competitivo são grandes, mas a fórmula para o alcance de resultados é simples. A ética e o bom senso aliados às competências técnicas e comportamentais são os ingredientes essenciais para uma gestão eficaz. Quem assegura é o especialista em Recursos Humanos e em Orientação Vocacional, Nelson Fender.

Professor de Planejamento e Gestão de Carreira da Veris Faculdades, Fender diz que o papel da liderança está associado ao risco e que um dos maiores desafios dos líderes hoje é lidar com as constantes mudanças do mercado global.

O professor, que tem formação em coaching e atua há 22 anos na área de desenvolvimento de pessoas, fala que a educação continuada, o autoconhecimento, o desenvolvimento de competências e o domínio das ferramentas tecnológicas são imprescindíveis para quem deseja ocupar um cargo de liderança.

Leia abaixo a entrevista com Nelson Fender concedida ao Empregos.com.br.

Empregos.com.br – Quais competências são exigidas de um líder?
Nelson Fender –
Entendo que um líder deve estar atento à gestão e desenvolvimento de pessoas. Deve saber delegar, trabalhar em equipe, ter visão estratégica, negociar, ser ético, ter capacidade de assumir riscos e de desenvolver relacionamentos interpessoais.

Empregos.com.br – Essas características são natas ou podem ser adquiridas e desenvolvidas?
Fender –
Todas as pessoas nascem com potencial de competências, entretanto devemos entender que habilidades são exigidas (para quem quer ocupar um cargo de liderança). O ser humano, que é dotado de inteligência, é capaz de desenvolver conhecimentos, habilidades e adequar comportamentos. Ou seja: competências que em um primeiro momento julga não possuir.

Empregos.com.br – Qual o principal papel do líder nas organizações?
Fender –
Desenvolver seus liderados e por meio deles obter resultados significativos para a organização. Identificar, nas pessoas e no grupo, talentos que possam ser aproveitados em áreas afins.

Empregos.com.br – Qual orientação o senhor dá aos jovens profissionais que sonham em ocupar um cargo de liderança?
Fender –
O jovem profissional deve se preocupar com a educação continuada, investir no desenvolvimento das suas competências, estar bastante plugado com as inovações tecnológicas, ter autoconhecimento e participar de atividades diferenciadas dentro da organização, para que possa ter uma visão estratégica e de negócio e assim crescer como líder.

 

Empregos.com.br – Os interesses pessoais do líder interferem em sua performance profissional?
Fender –
Sim, tanto características e interesses do líder quanto uma série de variáveis pertinentes ao negócio, à organização e também ao liderado poderão interferir no desempenho do líder. Mas um líder eficiente e eficaz deve ter conhecimento e estar preparado para contemplar todas essas variáveis no exercício da liderança. A ética e o bom senso podem ser aliados nessa questão.

Empregos.com.br – O líder está mais exposto, assume riscos e pode se encontrar em posição de perigo. Como lidar com isso?
Fender –
O papel de liderança está associado a trabalhar com situações de riscos, assim sendo o líder deverá ter a percepção exata do risco que está correndo de forma consciente e calculada. Para encarar riscos é necessário levantar todas as informações que possam subsidiar o processo de decisão e estar consciente das consequências. Frente a estas situações, o líder pode ainda apoiar-se nas potencialidades de sua equipe.

Empregos.com.br – Qual a fórmula para o líder manter o equilíbrio e alcançar as metas em uma organização?
Fender –
Não existe uma fórmula exata, porém o líder deve possuir autoconhecimento, compreender suas reações diante a situações de pressão, utilizar o bom senso e exercitar constantemente o equilíbrio emocional, enfim, este profissional precisa ser estratégico. Dividir atribuições e responsabilidade com a equipe, prepará-la para atuar frente a situações de estresse e crise, oferecer feedback e celebrar o alcance de metas podem também favorecê-lo.

Empregos.com.br – O que determina o sucesso ou o fracasso de um líder?
Fender –
Seu comprometimento com as pessoas e com o negócio da organização, além de seu preparo, formação e apoio de coaching.

Empregos.com.br – Empresas são formadas por pessoas de diferentes gerações (baby-boomers, X e Y). Logo, o mercado começa a absorver a geração digital em sua plenitude, ou seja, os que nasceram na década de 90. O que um líder pode aprender e quais características devem descartar de cada uma dessas gerações?
Fender –
É de responsabilidade de um líder ter conhecimento das principais características de cada geração e estar preparado para contemplar suas necessidades e identificar e utilizar o potencial de cada uma delas.

Os Baby Boomers contribuem, pois são determinados, trabalham com muito empenho e comprometimento objetivando construir uma carreira exemplar. Porém, tendem a ser julgadores e autocentrados.

A geração X mostra-se autoconfiante, independente, alfabetizada digitalmente e não se intimida com a autoridade. Buscam recompensas imediatas e mobilidade de carreira.

Já a geração Y domina a tecnologia, é otimista, multitarefa, mantém–se aberta a diversas possibilidades e busca desenvolver carreiras paralelas. O trabalho não é tudo para ela. Quer flexibilidade e busca equilíbrio entre a vida profissional e pessoal.

Empregos.com.br – Quais os maiores desafios das lideranças no quadro mercadológico atual?
Fender –
Lidar com as constantes mudanças do mercado global, com a alta exigência por metas cada vez mais arrojadas e com as diferentes gerações que atuam em um mesmo espaço. O líder deverá estar atento para desempenhar os diferentes papéis de sua vida e considerar aspectos profissionais, pessoais, lazer, família e educação continuada.


Assista abaixo aos vídeos em que Nelson Fender fala sobre o papel das lideranças no mercado de trabalho atual.

Anúncios

COMPETÊNCIAS PARA A LIDERANÇA

12/08/2009

liderança

Por Eduardo Shinyashiki*

Quando exercemos uma posição de liderança lidamos com um fenômeno complexo, um palco onde se movimentam vários atores, na maioria das vezes com interesses distintos e finalidades não tão convergentes quanto seria o ideal, em cenários que mudam cada vez mais rapidamente a partir de vários aspectos.

Nessa cena complexa, o líder precisa colocar em sua balança inúmeros fatores que, no final, não devem pender para nenhum dos lados. É exigido dele que equilibre continuamente energia, capacidade pessoal, organização, a opinião de outros lideres e os recursos que tem à disposição.

Por isso, nenhuma organização ou empresa pode viver e prosperar sem equilibrar duas exigências: de um lado, a atenção ao crescimento econômico, pela expansão do mercado e otimização dos lucros e, de outro, os aspectos intangíveis ligados ao tipo de liderança, ao capital humano que opera no estabelecimento, à cultura organizacional e ao capital de relacionamentos.

A atenção ao capital humano, ao conhecimento, as experiência e competências das pessoas na organização é fundamental para a concretização de resultados. O reconhecimento de um ideal, de um sonho, a capacidade de estimular nas pessoas entusiasmo, criatividade, dedicação, o sentimento de pertencer a algo, enfim, os valores chamados intangíveis, não passíveis de serem medidos com números e calculadoras, são considerados fundamentais na construção e na manutenção de empresas sólidas e bem sucedidas.

As lideranças que nos marcaram de forma positiva, que deixaram resultados perenes e transmitiram de forma inequívoca valores e ideais, foram resultado da ação de líderes que conseguiram partilhar com os colaboradores uma identidade comum que direcionou atitudes e catalisou energias.

Esses são alguns, dos muitos desafios dos líderes no contexto atual: manter vivas nos colaboradores as extraordinárias forças vitais, criativas, inovadoras e sinérgicas capazes de fazer planos saírem do papel.

O líder indica a direção e verifica a rota, transmite a missão e o significado da tarefa e das ações, tentando assim, harmonizar e equilibrar as vontades e metas individuais com a coletiva, sendo este equilíbrio, a principal fonte de impulso para o desenvolvimento empresarial e pessoal.

*Eduardo Shinyashiki é consultor, palestrante e diretor da Sociedade Cre Ser Treinamentos . Autor do livro Viva Como Você quer Viver, da Editora Gente. Para mais informações, acesse www.edushin.com.br.

EQUIPE COM VISÃO DE LÍDER

22/07/2009

liderançaCarlos Cruz*

Com seu estilo irreverente, o gênio das finanças Warren Buffett destaca “No mundo dos negócios, o espelho retrovisor é sempre mais claro do que o pára-brisa”. Reflita sobre como você encara a liderança: mantém o foco no espelho retrovisor, se vangloriando das conquistas passadas, ou busca formas de clarear o pára-brisa para inspirar e mobilizar pessoas a alcançar uma visão?

No estudo do capital humano global de 2008 da IBM, que entrevistou 400 executivos de 40 países, 75% das empresas citaram sua incapacidade de desenvolverem líderes futuros como um problema crítico. Face ao crescimento explosivo em mercados emergentes e à aposentadoria de funcionários experientes em economias mais maduras, os dados pesquisados sugerem que as empresas estão colocando seu futuro em risco caso não consigam identificar, desenvolver e capacitar a próxima geração de líderes.

Foram levantados três fatores importantes que contribuem para a capacidade de desenvolvimento de uma força de trabalho adaptável em uma organização:

  • Prever as habilidades necessárias e sua disponibilidade futura nos próximos três a cinco anos.
  • Identificar e localizar indivíduos com expertise específica.
  • Estimular um ambiente que propicie a colaboração entre as pessoas, além das fronteiras organizacionais. Veja mais…

%d blogueiros gostam disto: