Posts Tagged ‘pesquisa’

Enquete do Empregos

17/05/2011

SEU SALÁRIO ATUAL ESTÁ DE ACORDO COM O QUE É PAGO NO MERCADO DE TRABALHO?

18/08/2010
Acesse abaixo a Pesquisa Salarial do Site Empregos e tire a dúvida!

Metodologia
Para a elaboração da Pesquisa Salarial foram consultados mais de 40 mil profissionais. Os valores são provenientes dos últimos salários-base pagos pelo mercado (exceto prêmios, benefícios, comissões, horas extras e adicional de periculosidade). A amostra é baseada nos dados internos de pessoas cadastradas em nosso site, residentes nos estados do Paraná, Rio Grande do Sul, São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais. Publicam-se apenas cargos com mais de dez pessoas informantes. Por ser uma tabela referencial, alguns cargos podem não constar na lista.

Como Consultar?
É fácil conferir a tabela! Escolha um dos níveis abaixo e consulte o cargo desejado, não necessariamente sua profissão. Os valores menor, média e maior são salários de mercado, atualizados a cada semestre de acordo com levantamento feito pela equipe do site Empregos.com.br.


Última atualização: Agosto de 2010 – Empregos.com.br


BRASIL TEM MAIOR EXPECTATIVA DE CONTRATAÇÕES DAS AMÉRICAS NO 2º TRIMESTRE DE 2010

26/03/2010

Pelo terceiro trimestre consecutivo, o Brasil é o segundo país mais otimista quanto a contratações de funcionários entre todos os pesquisados pela Manpower, empresa de recursos humanos líder no mercado que oferece serviços para todo o ciclo de negócios e emprego das companhias. Nas Américas, com uma Expectativa Líquida de Emprego 38%, o país é o primeiro do ranking. As informações são da Pesquisa de Expectativa de Emprego (Manpower Employment Outlook Survey), que avaliou a intenção de contratação de mais de 61 mil empresas para o segundo trimestre de 2010. No Brasil, quase mil empregadores foram ouvidos.

De acordo com o estudo, os empregadores do setor de Finanças/Seguros e Imobiliário são os mais otimistas quanto ao aumento de postos de trabalho no Brasil, com uma Expectativa Líquida de Emprego de 49%, seis pontos percentuais acima do primeiro trimestre do ano. Os empregadores do setor de Administração Pública/Educação também apontaram um ritmo acelerado de contratações, com uma intenção de 48% contra 19% no último período. A expectativa dos empregadores do setor de Construção, o mais otimista nos primeiros três meses do ano, permaneceu estável, em 45%. Outros empregadores também apontaram melhoras na expectativa de abertura de vagas: o setor de Serviços (de 40% para 44%), seguido da Indústria (de 22% para 36%), Comércio (de 31% para 34%), Transportes e Serviços Públicos (de 31% para 33%) e Agricultura, Pesca e Mineração (de 13% para 23%), conforme gráfico abaixo.

Entre os estados pesquisados, empregadores do Paraná são os mais otimistas, com 44%, seguido pelos de Minas Gerais, com 42%. Os empregadores da cidade de São Paulo têm 39% de expectativa, os do Rio de Janeiro têm 31% e os do estado de São Paulo têm 36%.

No total, a expectativa líquida de emprego no Brasil está em 38%, sete pontos percentuais acima do resultado do último trimestre. O país tem o maior resultado da América, seguido pelo Peru e pela Costa Rica (23% cada), Argentina (18%), Colômbia (16%) e Panamá (15%). Os Estados Unidos permaneceram estáveis quanto à expectativa de geração de novos cargos em relação ao último trimestre (5%), mas o país apresentou resultados mais otimistas que os de 2009 no mesmo período. No mundo todo, empregadores de 27 dos 36 países pesquisados esperam contratar no trimestre. Empregadores da Itália e Espanha (ambas com -11%) e Irlanda (-9%) têm as expectativas líquidas de emprego mais baixas.

“No Brasil, a pesquisa indica um excelente ano para o emprego, com a geração de novas vagas em todos os setores pesquisados pela Manpower. Os dados refletem a estimativa para 2010 do ministro do trabalho, Carlos Lupi, que espera a criação de mais de dois milhões de empregos formais, o melhor ano do governo Lula para a geração de postos de trabalho”, aponta Pedro Guimarães, diretor comercial da Manpower no Brasil. “A expectativa é de expansão do mercado de trabalho brasileiro, com aumento dos investimentos privados e o lançamento da segunda etapa do Programa de Aceleração do Crescimento, o PAC, pelo Governo Federal em março. Essas são notícias excelentes para quem está procurando emprego”, afirma.

Sobre a Expectativa Líquida de Emprego
A expectativa líquida de emprego é resultado da diferença entre as porcentagens positiva e negativa presentes nas respostas dos entrevistados quanto à expectativa de crescimento da empregabilidade no mercado de trabalho para o próximo trimestre. No caso do Brasil, 43% acreditam que aumentarão sua força de trabalho, e 5% prevê reduzir a mão de obra. Logo, a Expectativa Líquida de Emprego no Brasil é de 38%.

AH, SE EU MANDASSE AQUI…

04/11/2009

ChefeEstudo da consultoria DBM revela que, de cada cinco líderes, quatro se acham melhores do que seus próprios chefes.

Por Ricardo Lacerda

No populacho, dá para dizer que eles estão “se achando”. Pesquisa da consultoria de capital humano DBM revela que 80% dos líderes confiam mais em suas próprias habilidades do que na de seus chefes. Isso mesmo: de cada cinco presidentes, diretores ou gerentes, quatro acreditam que ocupariam com maior competência o posto de quem está acima deles. “No momento em que todo mundo se acha melhor, é porque tem muito cacique e pouco índio”, diz Cláudio Garcia, presidente da DBM Brasil.

Dos 460 gerentes, diretores ou presidentes de grandes empresas que foram consultados, 76,5% disseram se comportar como líderes na maior parte do tempo. Quando a questão diz respeito a terceiros, perguntando se acreditam trabalhar junto a um chefe cujo comportamento é aquele esperado de um líder, apenas 16% disseram sim. “Isso impossibilita que muitos processos aconteçam, porque as pessoas precisam se permitir serem lideradas”, explica Garcia. Leia mais…

ÁREAS QUE MAIS CONTRATARAM EM JUNHO

07/07/2009

areas_crescer

A pesquisa mensal realizada pela Ricardo Xavier Recursos Humanos apontou que os profissionais das áreas Comercial e Administrativa foram os mais requisitados do mercado em junho. Cada uma delas correspondeu a 15% do total das 1.854 novas posições geradas no mês. Em maio, essas áreas haviam sido responsáveis, respectivamente, por 12% e 14% das contratações.
(more…)


%d blogueiros gostam disto: