Posts Tagged ‘petrobras’

ÓTIMA OPORTUNIDADE! CURSOS GRATUITOS E REMUNERADOS!

09/09/2010

Última semana para inscrições em cursos gratuitos do Prominp.

Termina no próximo domingo, dia 12, o prazo para inscrições no processo de seleção pública que o Prominp (Programa de Mobilização da Indústria Nacional de Petróleo e Gás Natural) realiza com o objetivo de qualificar mão-de-obra para atender às demandas futuras da indústria nacional de petróleo e gás. São 27.915 vagas, em 13 estados, para cursos gratuitos em categorias profissionais de níveis básico, médio, técnico e superior.

Os candidatos interessados nos cursos do Prominp podem consultar a média de inscrições em cada categoria profissional oferecida nos estados, ao longo de processos seletivos anteriores no site do Programa (www.prominp.com.br).

As vagas estão assim distribuídas: 20.601 para cursos gratuitos de nível básico; 5.188 para os de nível médio; 1.286 para o nível técnico e 840 para as categorias de nível superior. Nos níveis médio e superior, há oferta de vagas para portadores de necessidades especiais em algumas categorias específicas. Os estados contemplados no quadro de vagas são: Amazonas, Bahia, Ceará, Espírito Santo, Maranhão, Minas Gerais, Pernambuco, Paraná, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, Sergipe e São Paulo.

Para participar do processo, que é executado pela Fundação Cesgranrio, é preciso fazer a inscrição no site do Prominp, ou nos postos de inscrição credenciados, listados no edital. Para os cursos de nível básico, a inscrição custa R$ 24,00; nos níveis médio e técnico, R$ 40,00; e para as categorias de nível superior, o valor será de R$ 60,00.

Para concorrer a uma das vagas oferecidas, o candidato deve ter idade igual ou superior a 18 anos, além de preencher os pré-requisitos do curso desejado. Os candidatos aprovados que estiverem desempregados durante o curso receberão uma bolsa auxílio mensal no valor de R$ 300 (cursos de nível básico), R$ 600 (níveis médio e técnico) e R$ 900 (nível superior).

[Petrobras]

A participação nos cursos não garante emprego aos alunos. O objetivo é melhorar a qualificação dos profissionais que serão, eventualmente, aproveitados pelas empresas privadas fornecedoras de bens e serviços do setor de petróleo e gás natural. Todas as informações sobre os cursos oferecidos nesta etapa de seleção podem ser obtidas no edital, que está disponível para consulta e download nos sites do Prominp (www.prominp.com.br) e da Cesgranrio(http://www.cesgranrio.org.br/inicial.html). Dúvidas sobre o edital de seleção podem ser tiradas pelo telefone 0800 701 2028 ou pela seção Fale Conosco, no site do Prominp.

Anúncios

POR QUE A PETROBRAS É A EMPRESA DOS SONHOS DS JOVENS ?

22/09/2009

BR

Público da geração y elegeu a companhia pelo 5º ano consecutivo

Por Rômulo Martins

Os jovens da geração y são ágeis, criativos, familiarizados com a tecnologia e querem sempre mais. São também individualistas, um tanto exibicionistas e impacientes, pensam os executivos. Gestores mais experientes diriam que estes profissionais são uma faca de dois gumes. Diante dessas avaliações e das evidências desses comportamentos claramente percebidos no ambiente corporativo, vem a pergunta que não quer calar: qual a empresa mais desejada pelos jovens profissionais brasileiros desta geração?

A Companhia de Talentos mais uma vez perguntou e eles responderam. E pelo quinto ano consecutivo a Petrobras foi eleita a “Empresa dos Sonhos dos Jovens”. Sabe o motivo? Se a sua resposta foi oportunidade de crescimento profissional bingo, você acertou.

Se no ano passado os jovens estavam mais preocupados com bons salários e benefícios, em 2009 a pesquisa online realizada pela Cia de Talentos, empresa do Grupo DMRH em parceria com a TNS, revelou que eles estão de olho no plano de carreira e que valorizam mais o clima organizacional. Salários e benefícios aparecem em quarto lugar, indica o levantamento. (Veja quadro abaixo).

“Os jovens que ingressam na companhia têm características da chamada geração y. Têm uma expectativa muito alta, são muito competitivos, individualistas e querem uma carreira rápida”, atesta Mariângela Mundim, gerente de Planejamento e Avaliação de Recursos Humanos da Petrobras.

Mas, afinal, o que a Petrobras tem para ser tão visada pelos jovens brasileiros? “Um mundo de oportunidades”, responde a profissional júnior de Comunicação Institucional da companhia, Juliana Seelinger, 25, há dois meses na empresa. “A comunicação da Petrobras é estruturada; aqui eu posso mudar de Estado ou país, não necessariamente ficar restrita em um setor”, acredita Juliana.Veja mais…

AS EMPRESAS DE MAIOR VALOR DE ATIVOS INTANGÍVEIS DO PAÍS

22/09/2009

intangivel2

Produtos, máquinas e equipamentos podem significar menos para as empresas do que a sua marca, know-how, capacidade de desenvolvimento tecnológico, inovação, patentes, licenças, relacionamento com clientes ou mesmo o seu capital intelectual. Estes valores, conhecidos como ativos intangíveis, quando mensurados, podem valer no mercado muitas vezes mais que os ativos tangíveis descritos em um balanço contábil e podem representar até 98% do valor total de mercado da empresa.

Estudo realizado pela IAM – Intangible Asset Management Consultoria, em parceria com a The Brander e Brand Finance, acaba de apontar as empresas brasileiras de maior valor de ativos intangíveis, após o pior momento da crise mundial e tendência de recuperação econômica. Pela ordem, as dez maiores são :

  • Bradesco (R$ 51,3 bilhões)
  • Petrobras (R$ 50,5 Bilhões)
  • Itaú Unibanco (R$ 48,2 bilhões)
  • Ambev (R$ 43,4 bilhões)
  • Banco do Brasil (R$ 39,7 bilhões)
  • Vale (R$ 32,5 bilhões)
  • Gerdau (R$ 15,8 bilhões)
  • Vivo (R$ 11,3 bilhões)
  • Natura (R$ 10,4 bilhões)
  • CSN (R$ 8,9 bilhões)

Considerando-se apenas as dez listadas, totalizamos R$ 401,4 bilhões, ou seja, 23% de todo intangível das empresas listadas em bolsa no Brasil.

De acordo com o CEO e Sócio da IAM Consulting e Brand Finance para América do Sul, Gilson Nunes, após um declínio do valor dos intangíveis no Brasil decorrente da crise mundial no final de 2008, estes tiveram uma enorme recuperação, passando de 17,8% do valor de mercado de todas as empresas listadas na Bovespa em dezembro de 2008, para 45,6% em junho de 2009. “Apesar de não ter atingido ainda o patamar de 2007 – 59,1% do valor de mercado total, a recuperação foi notável e os ativos intangíveis no país somam hoje R$ 1,38 trilhões”, explica Nunes.

Mas, segundo o consultor, comparado a outros países, o Brasil ainda é um país com forte presença de empresas de capital tangível. Este valor representa apenas 0,6% da soma de todos os ativos intangíveis das empresas listadas em bolsa no mundo, uma pequena contribuição considerando o porte do país. A média mundial é de 66% de ativos intangíveis como proporção do valor de mercado das empresas em bolsa.

O levantamento confirma que os bancos tiveram forte presença em termos de valor de intangíveis, graças à sua natureza predominantemente de serviços, somado aos investimentos em tecnologia, capital humano, marca e inovação realizados no passado em época de elevada inflação. “Este foi um dos raros setores pouco impactados pela crise em termos de ativos intangíveis. Destaque deve ser dado ao Bradesco, em particular pela forte presença no Brasil, inovação e tecnologia de ponta. Já as empresas que dependem mais das exportações ou atuam no mercado externo como Vale, Gerdau e CSN tiveram as maiores reduções no valor dos seus intangíveis no período da crise, apesar de terem tido uma boa recuperação recente. A Petrobras, em função de sua tecnologia de ponta de retirar petróleo do oceano, know how, entre outros, acabou contrabalançada em termos de impacto da crise e não foi tão afetada como as demais empresas que dependem do mercado externo. Por isso, não registrou grande queda em seus intangíveis e sua recuperação foi melhor com a atual retomada econômica dos mercados.

Empresas brasileiras têm até o final do ano para se adaptar às normas da IFRS

Profundas mudanças nas regras contábeis estão previstas na gestão das companhias brasileiras, em função da adoção no País, a partir de 2010, da Legislação Mundial IFRS – International Financial Reporting Standards, conforme já determinado pela Lei 11.638, em dezembro de 2007. Entre as novas regras destaca-se a inclusão dos ativos intangíveis, incluindo marca – que chega a representar cerca de 70% do valor total de intangíveis, em processos de fusão, aquisição, combinação de negócios e outras operações do porte. Para Gilson Nunes, o avanço rumo às novas regras é visível, uma vez que algumas empresas já começaram a reportar dados de ativos intangíveis. Antes de 2008, era praticamente zero o valor declarado e em 2009 constatou-se um valor declarado de R$ 42,8 bilhões de ativos intangíveis, apenas nas 10 maiores empresas do estudo realizado pela IAM Consulting e Brand Finance.

Pesquisa recente realizada pela IAM Consulting e Brand Finance com “C level” de 22 das 100 maiores empresas do Brasil, revelou que não existe um tratamento estratégico dos ativos intangíveis para 82% destas companhias. Por outro lado, 65% destas empresas não conhecem ou não sabem medir e gerenciar o impacto em termos de valor agregado destes ativos para seus negócios. Apesar disto, 98% acredita que os ativos intangíveis são cruciais para seus negócios em termos de diferenciação e vantagem competitiva em seus mercados de atuação. Por fim, 87% das empresas têm a intenção de medir e gerenciar estrategicamente seus ativos intangíveis a curto e médio prazos.

Sobre a IAM Consultoria

A IAM é uma empresa internacional, lançada por Gilson Nunes no Brasil, em janeiro de 2008. É inteiramente focada em avaliação e gestão estratégica de ativos intangíveis, risco de imagem e reputacional, avaliação para balanço, fusão, aquisição, joint venture, planejamento tributário, entre outros. Atua em parceira com a Brand Finance no Brasil.

PROGRAMA DE ESTÁGIO PETROBRAS DISTRIBUIDORA

10/08/2009

posto_br

Estão abertas as inscrições para o Programa de Estágio da Petrobras Distribuidora, que devem ser feitas pelo site da Companhia (www.br.com.br) até o dia 6 de outubro. No total, são 372 vagas, sendo 175 para estudantes de nível médio profissionalizante e 197 para os de nível superior. Os benefícios variam de R$583,43 a R$865,02.

Tanto os estudantes de nível superior quanto os de nível médio profissionalizante devem estar cursando os 02 (dois) últimos anos ou os 04 (quatro) últimos semestres.

Para aqueles que já concluíram o curso é possível realizar o estágio na Petrobras Distribuidora, desde que a instituição de ensino informe (por meio de declaração) que o estágio é condição indispensável para a obtenção de certificado ou diploma.

O estágio tem duração de 12 meses improrrogáveis, com exceção dos estágios de Direito que poderão ser prorrogados por mais 12 meses. A carga horária diária de estágio é de 4 horas para o nível médio e superior, exceto para os estudantes do curso de Direito, cuja carga horária diária é de 6 horas.

Há oportunidades em 38 cidades dos seguintes estados: Alagoas, Amazonas, Bahia, Ceará, Distrito Federal, Espírito Santo, Goiás, Maranhão, Minas Gerais, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Pará, Paraíba, Pernambuco, Piauí, Paraná, Rio de janeiro, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, Rondônia, Santa Catarina, São Paulo e Sergipe.

Mais informações também podem ser obtidas pelo SAC 0800-789001.

Maiores informações e inscrições aqui.


%d blogueiros gostam disto: