Posts Tagged ‘processo seletivo’

Pergunte na Entrevista de Emprego

17/05/2011

Especialista em recrutamento afirma que indagar o selecionador é tão importante quanto saber responder questões.

Da Redação
Pergunte na Entrevista de EmpregoMuito se escreve e se fala sobre o que os candidatos a vagas de emprego devem responder para obter êxito na entrevista. Entretanto, no cara a cara com o recrutador, a maioria dos aspirantes a um cargo se esquece de fazer perguntas-chave sobre a empresa e o emprego que irão impactar diretamente em sua carreira e satisfação no trabalho.

Para o especialista em recrutamento Joe Turner é fundamental buscar informações sobre a vaga antes de aceitar propostas. Numa fase em que o viés de superioridade do selecionador dá lugar ao diálogo “recrutador versus profissional”, Turner elaborou um guia – publicado em um site global especializado – com seis questões essenciais a serem feitas pelos candidatos na entrevista de emprego. Saiba quais são elas e por que você deve saber as respostas.

1. O que aconteceu com o profissional que realizava este trabalho? (Se uma nova posição: Como este trabalho era realizado?)
De acordo com Turner, é preciso conhecer todos os problemas ou antecedentes associados à vaga de emprego. Por exemplo: o antecessor foi demitido ou promovido? A posição é temporária ou nova? Isso mostra quais as expectativas dos gestores e como a empresa está se preparando para crescer. Leia mais…

Vídeo – Como se comportar na entrevista de emprego

14/04/2011

Consultora orienta candidatos na fase presencial do processo de seleção.

Por Rômulo Martins

Para evitar respostas ensaiadas, os recrutadores vêm transformando o modelo clássico pergunta-resposta da entrevista de emprego em um ambiente propício ao diálogo e à espontaneidade. E se em situações previstas os candidatos estavam sujeitos a gafes, que dirá hoje em que o inusitado e o inesperado estão cada vez mais presentes nos processos de seleção.

Empregos.com.br conversou a respeito do tema com Renata Damásio Magliocca, consultora do Grupo DMRH. Assista ao vídeo!


COMO CONVENCER O RECRUTADOR?

20/12/2010

Seis dicas para alcançar o sucesso em uma entrevista de emprego.

Por Rômulo Martins

Como convencer o recrutadorSe você acha que existem fórmulas infalíveis para obter êxito diante do selecionador e conseguir o tão sonhado emprego está enganado. Cada empresa tem um público e necessidades diferentes. Logo, o profissional certo para uma companhia não o será necessariamente para outra. “Não existe candidato bom e ruim. Existe candidato adequado e inadequado”, atesta Carlos Bitinas, sócio da DRH Talent Search.

Mas, o que explica o sucesso de alguns e o fracasso de outros nas entrevistas de emprego? O conhecimento das regras básicas, devolvem profissionais de recursos humanos. Então, ao invés de tentar adivinhar o que o recrutador quer de você coloque a mão na massa: prepare-se para esta etapa. Especialistas consultados pelo Empregos.com.br mostram o caminho.

1. Prepare um bom currículo
O currículo é considerado um cartão de visita. Um documento claro, objetivo, alinhado à vaga é indispensável para convencer o recrutador a chamá-lo para uma entrevista. “É a porta de entrada”, afirma Caio Arnaes, consultor da divisão de engenharia da Robert Half.

2. Impressione o recrutador
Por outro lado, Arnaes arremata: “as empresas não contratam currículos, contratam pessoas”. Logo, já nos primeiros instantes da entrevista impressione o recrutador, orienta o especialista. “Dê-lhe um aperto de mão firme, olhe-o nos olhos, chame-o pelo nome. Crie energia e empatia para causar uma boa impressão.”

3. Seja protagonista de sua vida
O olhar biônico do recrutador detecta a quilômetros de distância o candidato que se conhece bem. Da mesma forma, percebe com perspicácia quem é capaz de gerenciar a própria carreira. Prepare-se. Esteja consciente do que quer e o que precisa fazer para chegar lá.

Para Carmen Benet, coordenadora de recursos humanos da Manpower, o candidato deve expor suas aptidões com transparência. “Ele será aprovado se realmente tiver as competências exigidas e se souber falar sobre elas.”

4. Mencione resultados
O ideal é revelar seu desempenho em empresas anteriores e explicar como atingiu os resultados. “O entrevistador é um tomador de decisão. Ele quer saber dos resultados alcançados pelo candidato. Assim, você estará falando de um assunto que o agrada e o interessa”, diz Caio Arnaes, da Robert Half.

5. Entenda o ambiente
Entre você e o recrutador existe uma posição a ser preenchida. Portanto, é fundamental obter informações prévias sobre a empresa contratante e o que ela espera do profissional.

“Cabe ao entrevistado investigar, saber onde está pisando”, sublinha Carlos Bitinas, da DRH Talent Search. “Use as informações como um gancho para falar sobre seus resultados”, sugere Caio Arnaes.

6. Faça perguntas
De maneira sutil, transforme a entrevista em um diálogo. Para Bitinas, fazer perguntas é um modo de mostrar interesse pelo cargo e pela empresa. “É também matéria-prima no processo de conhecimento entre o recrutador e o candidato. Uma forma de o selecionador entender os anseios do profissional.”

SEM MEDO DO PROCESSO SELETIVO

11/11/2010

Contato por telefone, entrevista pessoal, dinâmica de grupo, outra entrevista … O processo seletivo para ingressar em uma empresa não deve ser encarado como um grande bicho de sete cabeças. “Se você souber realmente o que quer para sua carreira e for você mesmo, não há o que temer”, garantiu Bruna Dias, gerente de orientação de carreira da Cia de Talentos, na terceira palestra do dia na Estação de Conhecimento Geração Y.

Com o propósito de debater os mitos e verdades de um processo seletivo, a psicóloga traçou um panorama do mercado, contou alguns bastidores das equipes de recrutamento e seleção e deixou algumas dicas para quem quer se sair bem quando vai à busca de um novo emprego.

“Não existe fórmula mágica, aqueles 10 passos para o sucesso”, fez questão de frisar a executiva. “Cada processo é diferente do outro. O candidato precisa aproveitar essa oportunidade e aprender com as situações que vai encontrar”, acrescentou.

Mitos

  • Não ficar de braços ou pernas cruzadas – “Expressões corporais não são levadas em consideração”
  • O importante é ser o primeiro a falar – “O importante é participar”
  • É melhor ser extrovertido e falar muito – “O ideal é ser você mesmo”
  • Existe perfil certo e errado – “Existe perfil procurado; aquele que mais se encaixa com a vaga”
  • Usar um perfil formatado e ‘esteriotipado’ – “Não use clichês, a não ser que possa exemplificá-lo com alguma experiência própria”
  • O conhecimento técnico é altamente valorizado –  “É mais fácil ensinar alguém a falar inglês que ensinar a ser comprometido e trabalhar em equipe”
  • A experiência profissional é relevante nos processos seletivos – “Estagiários e trainees não têm experiência. Neste caso, fale experiências pessoais”
  • É fundamental ter feito intercâmbio para conseguir uma vaga – “Em qualquer lugar você pode adquirir bagagem cultural”

Verdades

  • Seja você mesmo, sem criar tipos – “Você pode até conseguir a vaga fingindo ter outro comportamento. Mas no dia a dia, você não conseguirá enganar mais ninguém”
  • Estudar sobre a empresa – “Vá para a entrevista sabendo dos concorrentes, posição no mercado, etc”
  • Cuidado ao preencher as fichas, testes, jogos, etc.
  • Todas as mídias são usadas pelas empresas e consultorias – “Cuidado com o que diz na web”
  • Fique atento às explicações e orientações do consultor
  • Preocupe-se com a sua aparência física – “Vista-se adequadamente com o perfil da empresa e do cargo que almeja”
  • Aproveite o momento para mostrar suas habilidades de maneira sincera e verdadeira – “Reconhecer nossos méritos não é arrogância”
  • Contribua para o trabalho
  • Discordar dos outros não é proibido – “Desde que com educação e em momento oportuno”
  • Cuidado com excesso de gírias
  • Bom humor é importante. Porém, cuidado com o excesso das brincadeiras
  • Não há rejeitados nem escolhidos. Existem candidatos que atenderam aos requisitos da vaga

“Quando um candidato sabe o que quer para a carreira, o processo se torna mais agradável, já que ele escolheu uma empresa compatível com seus objetivos”, resumiu Bruna. “E para crescer na carreira, tenha um sonho, invista para alcançá-lo, respeite a si próprio, aproveite as pequenas e grandes oportunidades e tenha paixão pelo que faz”, finaliza.

Acompanhe a cobertura completa.

Fonte: HSM Online

PERGUNTE AO ESPECIALISTA – DEVO USAR ROUPA FORMAL NA DISPUTA POR UM CARGO INFORMAL?

29/09/2010

Pergunta:

Dra. Izabel, mesmo sabendo que o cargo pretendido aceita o uso de roupas informais (jeans, blusa e tênis/bota) – por se tratar de obras de engenharia em condições quase insalubres (muito sol, terra batida, altas temperaturas e umidade) -, continua valendo a regra de roupas mais formais para a dinâmica de grupo?

Obrigada
Daniela Carvalho
Goiânia – GO

Resposta:

Olá Daniela! Sua pergunta é interessante. Vamos pensar juntas?
Se você optar por roupas muito formais para participar do processo seletivo, a empresa pode interpretar que talvez você não se adapte ao ambiente ‘quase insalubre’ da obra, utilizando suas palavras.

Se optar por roupas muito informais acredito que a empresa a avalie como uma profissional ‘descolada’ e simples (como requer o ambiente). Se seu cargo exige visitas a clientes (mesmo que esporádicas) ou atendimento a fornecedores, o traje ‘muito informal’ não se adapta.

Então, como proceder?
Primeiro, avalie o cargo ao qual se candidata. Depois utilize o famoso ‘bom senso’: opte por um traje simples, não simplista ou despojado demais. Exemplos:

Calça ‘social’ preta, camisa colorida ou camisete, sapatilha preta.
Calça jeans escura (sem manchas, lavagens, rasgos, remendos), com barra bem feita, uma camisa ou camisete, sapato de salto baixo.

Evite: calçados de salto alto, botas exageradas e sandálias; cores neon (em altíssima moda hoje, que não se encaixam com nada profissional); camisetas; decotes, barriga de fora e cavas profundas; bijuterias exageradas e maquiagem idem.

Lembre-se que, além de demonstrar que pode se adaptar tanto a ambientes altamente despojados quanto aos mais formais, obras de engenharia requerem cuidado com saúde, bem estar e segurança. Não se iluda: isso será observado em todo seu processo seletivo.
Sucesso! Abraços e paz profunda!

Izabel Failde
Especialista em Dinâmica de Grupo do site Empregos.com.br.

Vai participar de um processo seletivo e está cheio de dúvidas? Elimine-as com nossos especialistas. Clique aqui.

SAIBA COMO SE PREPARAR PARA A ENTREVISTA DE EMPREGO

20/08/2010

Prática de atividades prazerosas e boa noite de sono ajudam a relaxar e tornam o raciocínio mais ágil

Por Rômulo Martins

Saiba como se preparar para a entrevista de empregoEntrevista de emprego costuma deixar os candidatos com os nervos à flor da pele. Cria-se uma grande expectativa, que normalmente vem acompanhada dos seus parentes próximos, a ansiedade e o nervosismo. Para dirimir a avalanche de sentimentos que podem fazer reféns os candidatos, consultores de empresas indicam a prática de atividades que os desviem do compromisso do dia seguinte.

“Leia um livro, converse com amigos, olhe algum programa que lhe agrade e, principalmente, durma cedo”, recomenda o consultor Gilberto Wiesel.

Segundo Wiesel, uma noite de sono tranquilo torna a aparência mais saudável. “Além disso, quando estamos descansados, nosso raciocínio fica mais ágil para responder de forma adequada às perguntas do entrevistador.” Uma alimentação leve também proporciona mais disposição, ressalta o consultor.

Pesquise a empresa
Wiesel diz que a entrevista deve ser uma “via de mão dupla”, ou seja, o candidato deve demonstrar seu real interesse pela vaga. Por isso, é fundamental informar-se antes sobre a empresa. É importante saber o tamanho, segmento de atuação, produtos ou serviços que oferece ao mercado, finanças, em quais estados atua etc.

Com que roupa eu vou?
A comunicação se dá por diversas formas, logo a roupa diz muito sobre você. Lembre-se: a primeira impressão é que fica, portanto, vista-se de acordo com o cargo que você está buscando, essa é uma regra básica. Roupas sociais de cores neutras são indicadas.

Currículo
Isabella Razaboni, consultora de recursos humanos, recomenda levar o currículo no dia da entrevista. Grosso modo, os entrevistadores têm o documento em mãos, porém podem não estar com a versão atualizada. Revisar o currículo momentos antes da entrevista pode evitar contratempos.

Trajeto
Conhecer o trajeto de casa à empresa facilita o deslocamento. Chegar atrasado a uma entrevista é o mesmo que pedir para não ser contratado. É primordial informar-se sobre o caminho para se planejar.

Momentos antes
A orientação é chegar com antecedência na empresa. Não é só questão de pontualidade, mas de oportunidade para familiarizar-se com o ambiente, observar o clima e a cultura da organização e aproveitar também para respirar e relaxar. Siga as regras de etiqueta corporativa, pois em muitos casos você estará sendo observado desde o momento em que chegar à empresa. Serão analisadas suas reações na sala de espera, como você se comunica com a secretária, qual sua postura e gentileza com as pessoas.

ÉTICA, PRÉ-REQUISITO EM TODOS OS PROCESSOS SELETIVOS

07/08/2009

CB108177 

Vera Sylos*

A questão referente à ética observada em processos seletivos tem sido um tema pouco analisado sob o ponto de vista formal, mas muito comentado por empregadores, headhunters e candidatos no dia a dia. Esta questão é fundamental, pois a ausência de ética em processos seletivos pode desgastar seriamente a imagem do empregador e do headhunter, bem como comprometer a carreira dos candidatos envolvidos.

Alguns cuidados devem ser observados por todas as partes para evitar problemas desta natureza, como segue:

Empregador

•Definir claramente o perfil do candidato a ser selecionado, analisando não somente a experiência profissional, formação acadêmica, mas também o perfil pessoal desejado de acordo com as características do superior imediato, pares e subordinados.

•Caso um headhunter seja contratado para dar andamento ao processo, o empregador deve certificar-se de que este parceiro terá a capacidade de representá-lo perante os candidatos entrevistados.

•A empresa deve preparar seus entrevistadores, para que estes consigam agir de forma produtiva, extraindo ao longo das entrevistas as informações que servirão de base para a definição do(s) candidato(s) finalista(s), sem perder de vista os padrões éticos e de bom senso esperados. Neste quesito vale lembrar que se deve iniciar a entrevista no horário previsto, ouvir atentamente o que candidato tem a dizer e tratá-lo com respeito.

•Não fazer julgamentos com base em preconceitos.

•Manter as informações dos candidatos sob total sigilo durante todo o processo.

•Não omitir problemas ligados à empresa e cargo ao candidato finalista, para que este possa ponderar os prós e contras de uma mudança em sua carreira. A transparência nesta fase do processo promove uma melhor integração do candidato finalista e por consequência sua retenção.

Headhunter

•Respeitar a busca dos candidatos de acordo com o perfil do cargo previamente descrito pelo empregador. Caso o perfil do cargo não esteja de acordo com a realidade do mercado, este problema deve ser comprovado através de fatos e dados. Veja mais…

*Vera Sylos é diretora da Alexander Mann Brasil, empresa que atua no segmento de seleção de executivos para empresas multinacionais e nacionais de grande porte.

COMO SE DESTACAR NO MEIO DE TANTOS CANDIDATOS À MESMA VAGA?

10/07/2009

destaque_se

Por Giuliano Bortoluci*

Hoje os processos seletivos para contratação de estagiários reúnem diversos candidatos, com diferentes perfis e currículos. Com a concorrência aumentando cada vez mais no mercado de trabalho, a questão que mais aflige os jovens ainda pouco experientes em processos seletivos é como se destacar no meio de tantos.

O primeiro contato, na maioria das vezes, acontece pelo envio do currículo. Esse momento pode definir a participação ou não do estudante no processo seletivo. Por isso, o documento enviado deve ser sucinto, atraente, bem feito e, principalmente, com bom conteúdo e sem erros gramaticais. O diferencial começa já na escolha do curso e da instituição de ensino na qual deseja se formar. Pesquise o mercado, compare as grades curriculares e avalie quais são os melhores cursos disponíveis para a área que deseja atuar. Considere também o conceito da escola perante as empresas.

Além da boa formação, recomendo atividades complementares, elas enriquecem o currículo e acrescentam características importantes para o desenvolvimento de habilidades pessoais do candidato e que mostram ao recrutador esforço, determinação, trabalho em equipe e comprometimento. Alguns exemplos são: cursos de línguas, aprimoramento em informática, atividades esportivas ou corporais, trabalhos voluntários ou sociais e outras atividades que possam auxiliar no desenvolvimento físico, psicológico e técnico do estudante.

Para os que ainda tem pouca experiência em entrevistas e não sabem lidar com o nervosismo, ensaie com algum amigo ou familiar, isso vai ajudar na hora que ficar cara a cara com o entrevistador. Pesquise sobre a empresa, o ramo em que atua e a função que irá realizar, isso trará segurança, pois caso ele faça alguma pergunta específica, você estará preparado. Além disso, será um diferencial importante perante aqueles que não fizeram essa lição de casa antes da entrevista, isso mostra que o candidato não está ali à toa e buscou se aperfeiçoar para conquistar a sua vaga. Veja mais…

O QUE OS SELECIONADORES QUEREM SABER

24/06/2009

processo seletivo

Confira as perguntas mais freqüentes durante uma entrevista
de emprego e prepare-se bem para o processo seletivo

Momento crucial de qualquer processo de seleção, a entrevista de emprego é a sua grande oportunidade para mostrar ao entrevistador que você é a melhor opção para a empresa. No entanto, devido à sua importância, é justamente nessa fase que o candidato pode colocar tudo a perder com alguma resposta inapropriada. Por conta disso, fizemos um levantamento das perguntas mais presentes nas entrevistas para descobrir o que os selecionadores querem saber dos entrevistados, e ainda sugerimos alguns exemplos de respostas que podem ajudá-lo a se preparar para enfrentar essa situação com segurança e objetividade.

Leia com atenção e treine. Mas, lembre-se, essas são sugestões e exemplos, cada entrevista tem suas peculiaridades. Acima de tudo, seja você mesmo, pois de nada adiantará parecer um robô com respostas decoradas. Aposte em suas qualidades e boa sorte!

1. Fale sobre você.
Essa resposta deve ser muito bem praticada. Procure ser sucinto, direto e focalize os resultados. Fale somente sobre… Veja mais.


%d blogueiros gostam disto: