Posts Tagged ‘telemarketing’

PROFISSIONAL OPERADOR DE CALL CENTER

17/02/2011

Marcio Moreira, gerente de atendimento do site Empregos.com.br, fala sobre o perfil do teleatendente e dá dicas para se destacar na área.

Por Rômulo Martins

Profissão Operador de Call CenterMais de 1,2 milhão de pessoas trabalham como operadores de call center no Brasil, de acordo com a Associação Brasileira de Telesserviços (ABT). E a previsão para 2011 é que as empresas de call center registrem um crescimento de 10% em geração de empregos, oferecendo aproximadamente 120 mil novos postos de trabalho.

O mercado está favorável e as chances de crescimento profissional na área são certas. Para se destacar, porém, é preciso ser um operador diferenciado que, além de não perder o foco em resultados, tenha boas relações com os seus clientes e sua equipe de trabalho.

Para a maioria das oportunidades basta ter 18 anos, ensino médio completo e conhecimentos básicos de informática. Muitas empresas não exigem experiência e realizam treinamento para preparar o profissional no contato com o cliente.

Em entrevista ao site Empregos.com.br, Marcio Moreira, gerente de atendimento da empresa, fala sobre o perfil do teleatendente que as organizações buscam, salário e dá dicas de como crescer profissionalmente no ramo. Assista:

Se interessou pela profissão? Faça uma busca de vagas!

Anúncios

O OPERADOR DE CALL CENTER É O OPERÁRIO MODERNO

24/09/2009

callcenter

Diretor-presidente do Sintelmark, Stan Braz diz que setor absorve atividade do governo, por isso ‘não faz o que deve’

Por Rômulo Martins

O setor de telesserviços é o que mais emprega com carteira assinada no Brasil. Segundo a Associação Brasileira de Telesserviços (ABT), começou o ano com 850 mil empregos diretos. Em meio à crise econômica mundial, obteve lucro de R$ 5,5 bilhões em 2008, mantendo seu ritmo de crescimento de 10% ao ano.

A escalada dos call centers, as centrais de atendimento, pode ser explicada pelo aumento do consumo de produtos e serviços por parte das classes C e D, elucida Stan Braz, diretor-presidente executivo do Sindicato Paulista das Empresas de Telemarketing, Marketing Direto e Conexos (Sintelmark).

Ao mesmo tempo, o Decreto nº 6.253 em vigor desde dezembro do ano passado, conhecido como Lei do SAC, obrigou as empresas a contratarem mais. Além disso, o período de recessão mundial serviu para mostrar que não importa o quão crucial seja a situação no mercado: para o setor de telesserviços não há tempo ruim. Isso porque no auge da crise econômica a área de cobrança dos call centers teve sua demanda elevada.

O crescimento dos call centers vem confirmar o que já se notava sobre o comportamento das organizações. Cada vez mais, as empresas buscam estreitar o relacionamento com os clientes para elaborar ações estratégicas e garantir a fidelização. “Há pessoas que leem o manual quando vão usar o produto e há pessoas que ligam para o call center para entender como funciona o produto. Garanto: a maioria não lê o manual”, diz Stan Braz.

Mas nem tudo são flores no setor de telesserviços. Apesar da expansão e da aplicação de ferramentas tecnológicas que contribuem para a eficácia do atendimento, …veja mais…


%d blogueiros gostam disto: